Alentejo

PROF do Alentejo “entre os cinco já concluídos e que, a muito curto prazo, serão aprovados”, adianta ministro Capoulas Santos à RC (c/som)

Regional 26 Jun. 2018

O Plano Regional de Ordenamento Florestal (PROF) do Alentejo está “entre os cinco já concluídos e que , a muito curto prazo, serão aprovados”, disse o ministro Luís Capoulas Santos em exclusivo à Rádio Campanário.

De acordo com o governante, titular da pasta da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, este instrumento é uma “peça chave do ordenamento florestal do futuro e o início da reconfiguração do mosaico florestal nacional”, algo que vai permitir que “os municípios possam, a partir de agora, integrar nos seus Planos Diretores Municipais (PDM) a componente florestal”.

De acordo com Capoulas Santos, que falava à RC em Estremoz, o Governo, “muito antes que tivessem ocorrido as tragédias do ano passado, lançou os concursos públicos internacionais para a elaboração dos PROF”, que foram entregues a consórcios privados onde estão Universidades portuguesas, que têm vindo a executar o trabalho “de acordo com o que estava calendarizado”.

“Em meados de julho, irá ter lugar uma reunião do Conselho de Ministros onde serão aprovados” cinco dos sete instrumentos, nomeadamente os planos de Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Entre-Douro-e-Minho, Trás-os-Montes e Algarve.

Dos sete instrumentos, restam os planos do Centro Interior e Centro Litoral que “estão em fase final de aprovação”, segundo o ministro, que prece a sua conclusão “até ao final do verão”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31