Pulo do Lobo: conheça aqui a lenda da maior cascata do Alentejo!

Regional Escrito por  08 Fev. 2022

A cascata do Pulo do Lobo é uma das maiores do sul de Portugal e uma das mais bonitas do Alentejo e tem associada uma curiosa lenda que lhe vamos contar aqui..

É a maior cascata do sul de Portugal, com 15 metros de altura, e um lugar a não perder quando estiver de passagem por Mértola, no Alentejo. Fica no Parque Natural do Vale do Guadiana, uma área florestal protegida que abrange os concelhos de Mértola e Serpa, próxima da fronteira espanhola, como conta o portal "vortexmag".

A paisagem vai, sem qualquer dúvida, surpreender, quer pela visão da natureza no seu estado mais selvagem e dramático – a prova de que a beleza natural alentejana também pode ser forte, misteriosa e desconcertante.

Contam os populares que o nome «Pulo do Lobo» se deve ao facto de estreito entre as duas margens ser tão afunilado, que permitiria que antigamente os lobos atravessassem o rio a salto.

No entanto, há uma misteriosa lenda associada ao "Pulo do Lobo" que reza assim:

Havia uma princesa que vivia numa das margens do rio Guadiana e um rapaz camponês, que vivia na margem oposta, foi imensamente atraído pela sua beleza e começou a saltar o rio para ir ter com ela.

Os dois apaixonaram-se e encontraram-se várias vezes, até o pai da rapariga se ter apercebido da relação entre eles.

Após uma primeira ameaça que não resultou, o rei recorreu a uma bruxa, que lançou um feitiço sobre o rapaz: se ele ousasse tornar a saltar o rio, transformar-se-ia num lobo.

Mas nem isto foi o suficiente para o demover – no dia seguinte, o rapaz saltou a margem e transformou-se num lobo.

Durante algum tempo, continuaram a ver-se regularmente, e o rapaz, agora com o seu novo corpo, tinha ainda mais facilidade em saltar o estreito. Até que um dia o rei viu-os juntos de novo e compreendeu que o feitiço lançado não surtira efeito – resolveu então juntar toda a aldeia e persegui-lo.

Apercebendo-se disto, os casal decidiu atravessar o rio para o lado de lá e fugir de casa, para poderem viver a salvo o seu amor. Porém, ao saltar, a princesa não foi capaz de chegar ao outro lado, deixando-se cair e desaparecer por entre as águas agitadas do desfiladeiro. O rapaz-lobo, ao aperceber-se da morte da sua amada, terá saltado para o precipício, sendo também ele levado pelas correntes fortes do rio.

Entretanto a zona envolvente ao Pulo do Lobo em breve terá um conjunto de passadiços que facilitará as visitas.

Os Passadiços do Pulo do Lobo, que vão permitir observar a paisagem enquanto se desce a encosta de 50 metros. Em madeira, têm 300 degraus, mas contam com muitos pontos de descanso e contemplação.

A iniciativa é da Câmara Municipal de Serpa e inauguração agendada. “Trata-se de um projeto de valorização e visitação que está praticamente concluído e que já está a despertar a curiosidade de muitos visitantes”, informa a autarquia, acrescentando que os passadiços pretendem “tornar mais acessível e confortável o acesso pedonal ao Pulo do Lobo, permitindo que se desfrute da margem esquerda do rio Guadiana nas imediações da cascata”.

Refira-se que os passadiços estão acompanhados de sinalética e estruturas interpretativas e informativas do espaço envolvente. “Para além de melhorar as condições de fruição do espaço pelo visitante, pretende-se informar e sensibilizar a comunidade escolar e a população em geral, visitantes e turistas para a temática da conservação e preservação da natureza, incindindo sobre a riqueza natural, ambiental e paisagística do Parque Natural do Vale do Guadiana”, explica a Câmara de Serpa.

C/ https://www.vortexmag.net/ e https://boacamaboamesa.expresso.pt/

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2023 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31