Elvas

“Quando se elege um líder que integra as propostas dos outros partidos dificilmente haverá oposição” diz Presidente da CM de Elvas(c/som)

Regional Escrito por  04 Jul. 2022

A Câmara Municipal de Elvas, nas últimas eleições autárquicas de 2021, foi ganha pela candidatura de um Movimento Independente, representado pelo Comendador Rondão de Almeida.

Recorde-se que Rondão de Almeida foi durante vários mandatos o Presidente da CM de Elvas eleito pelo Partido Socialista.

Num executivo composto por 7 membros de diferentes forças políticas, o Movimento Cívico por Elvas venceu as eleições com uma maioria relativa- 3 mandatos, logo seguido do PS também com 3 mandatos e a coligação PSD/CDS-PP com 1 mandato.

Rondão de Almeida desenvolveu, desde o momento em que foi vencedor do ato eleitoral , com os restantes membros eleitos, conversações para um possível entendimento.

Nuno Mocinha, cabeça de lista do PS, suspendeu o mandato logo no início, tendo regressado em março deste ano ao executivo, ainda que em junho deste ano tenha acabo por renunciar ao mandato.

Neste momento, todos os Vereadores da CM de Elvas estão em regime de permanência.

À margem do concerto realizado no passado sábado no Coliseu de Elvas com o artista Nininho Vaz Maia, a Rádio campanário falou com rondão de Almeida que em declarações à RC referiu, a este propósito “cada vez mais eu tenho razão da forma como se deve fazer a politica” sublinhando “consiste em as pessoas começarem a acreditar cada vez mais no político, principalmente num politico local.”

Por este motivo, diz o Comendador, atual presidente da CM de Elvas, “hoje em dia era quase impossível que os eleitos do partido socialista e os eleitos do PSD e CDS não tivessem aderido ao processo que estamos neste momento a fazer.”

O projeto em causa, segundo Rondão de Almeida “é um projeto que tem a ver com o bem estar dos elvenses e por isso conseguimos logo que tomámos posse “ salientando contudo que “houve depois um desentendimento com um eleito do PS mas que rapidamente se recompôs.”

Rondão de Almeida refere ainda “quando fui eleito pelo PS , confesso que ideologicamente continuo a ser socialista, o maior numero de eleitos que tive com as maiorias absolutas foram seis, nunca cheguei a sete, como atualmente.”

Questionado se considera isso bom para a democracia portuguesa diz “é bom “ sublinhando “ a partir do momento em que se elege um líder que tem a capacidade para meter nas grandes opções do plano tudo aquilo que andaram a prometer , independentemente de ser da direita, do centro ou da esquerda, poucas possibilidades existem de que haja oposição.”

O executivo, refere ainda o autarca “Leva praticamente nove meses em exercício de mandato e tudo aquilo que eram as propostas vindas do PSD, CDS , do PS ou do próprio movimento todas elas fazem parte das grandes opções do plano e estão a ser executadas.”

Assim, destaca “é extremamente fácil, a democracia funciona assim, quando os partidos e os políticos que os representam tem por objetivo servir as populações e é isso que está a acontecer em Elvas.”

O Comendador Rondão de Almeida deseja que “a situação de Elvas esteja a fazer lição pelo resto do país.”

 

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31