Reitora da Univ. de Évora diz ser “inadmissível” e “aberrante” que redução das propinas reduza as bolsas (c/som)

Regional 30 Jan. 2019

Em declarações à Campanário, sobre a medida aprovada na Assembleia da República, para o atual Orçamento de Estado, de redução em 20% das propinas universitárias, a Reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas, diz que “não está nada falado em relação ao envelope financeiro” que é necessário transferir para as universidades.

No entanto, acredita que “irá ser transferido o valor correspondente” a esse montante, correspondente à redução do teto máximo das propinas de 1068€ para 856€, por aluno, em 1º Ciclo e Mestrados Integrados, “mas nem isso está definido”.

Porém, Ana Costa Freitas considera que “o financiamento do ensino superior tem que ser visto num todo e não só através de propinas, residências, etc., etc.”. Mas, contas feitas, esta redução poderá representar um valor de cerca de “3,6 Milhões de euros” por ano.

Sobre a possibilidade de a medida resultar numa redução dos apoios sociais, a Reitora da Universidade de Évora diz que “isso eu não acredito, não consigo entender que isso possa ser discutido dessa maneira na Assembleia da República” e considera mesmo “inadmissível” e “aberrante”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30