Bencatel

Relativamente à falta de água em Bencatel, o furo “já se encontrava numa situação de fragilidade que nós não considerámos e não detetámos”, diz Manuel Condenado à RC (c/som)

Regional 12 Ago. 2017

Após seis dias sem água, a Freguesia de Bencatel atravessa um momento de grande preocupação. Para acautelar a situação já está a ser encaminhada água de Vila Viçosa e o município estuda a opção de utilizar reservatórios para um transporte mais eficiente deste bem essencial, afirmou o presidente do município à Rádio Campanário.

As declarações do presidente da Câmara surgem à Margem do programa Boletim Informativo transmitido por esta estação emissora na passada sexta-feira, 11 de Agosto, em que o autarca disse à RC que, após os esforços levados a cabo pelo município, “as coisas estão a resultar”.

O município viu-se forçado a adquirir à própria da hora uma eletrobomba para aumentar a profundidade do furo onde é recolhida a água que abastece Bencatel “para o dobro”, de 60 para 120 metros, esclareceu o autarca.

Manuel Condenado diz que o problema “agudizou-se” com as festividades locais, promovendo um aumento no consumo de água, sobre a qual refere que a situação do furo “já se encontrava numa situação de fragilidade que nós não considerámos e não detetámos”, acrescentou.

Sem água durante seis dias, o presidente do município de Vila Viçosa diz que “meteu-se o fim de semana, a situação complicou-se”, ao início da semana procederam a várias experimentações que se verificaram infrutíferas, forçando o município a colocar a bomba a maior profundidade.

Para além da falta de água, a população entrou em sobressalto pela falta de informação cedida pela Câmara, situação pelo qual Manuel Condenado diz esteve no terreno “a acompanhar a situação muito de perto”.

O autarca afirma que andou “mais ocupado a resolver o problema”, admitindo “algum défice de informação”, sobre a qual, justifica que foi resultado “da própria situação” em que alguma coisa de anormal estava a acontecer.

Contudo, a situação “ainda não está normalizada”, esclarecendo que “houve um problema com o furo” em que a bomba “se perdeu bastante água” e a bomba “deixou de bombar”.

Manuel Condenado diz ainda que os depósitos “já têm bastante água”, no entanto reconhece que “ainda não estão na situação normal”, apelando á população para “moderar os gastos” com este bem essencial.

“Já estamos a bombear água a partir de Vila Viçosa para Bencatel”, adiantou o autarca, sobre o qual, acrescenta que não se pode levar muita água “senão podemos criar um problema em Vila Viçosa”, garantindo que a situação da vila calipolense “está controlada”.

O presidente do município afirma que estão a “ponderar” transportar água para Bencatel através de reservatórios, situação pelo qual já iniciaram contactos, reconhecendo que “a situação pode vir a agravar-se”.

Criada pelo Governo por força da seca severa que o país atravessa, a Comissão Permanente de Seca determinou medidas de contenção no consumo de água aos concelhos limítrofes de Vila Viçosa.

Sobre essa contenção Manuel Condenado diz que “não é por acaso que ficámos de fora”, afirmou que “ainda não estamos nessa situação crítica”, contudo, refere que “devemos encarar com muita cautela e estudar todos os cenários”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31