Sao Vicente e Ventosa

Rúben Ameixa confirma que o recado foi deixado à senhora que toma conta da igreja, por o Sr. Padre se encontrar ocupado (c/som)

Publicado em Regional 04 maio, 2017

Rúben Ameixa, vice-presidente da Associação de Festas e Animação de São Vicente e Ventosa, freguesia São Vicente e Ventosa, Elvas, falou à Rádio Campanário, relativamente às declarações do Sr. Padre António Carlos.

Os eventos predem-se com a não comparência do pároco na procissão realizada no dia 1 de Maio, em São Vicente, alegadamente por falta de convite oficial, por parte da comissão.

O vice-presidente da mesma afirma que, “a presidente da associação procurou o Sr. Padre na igreja”. Contudo, segundo a funcionária da igreja que a recebeu, “estava ocupado […] mas não precisam dizer já nada ao Sr. Padre, porque ele já anunciou na missa, é porque já sabe”, adiantou a senhora em questão, ao membro da Comissão, segundo Rúben Ameixa.

Este recado terá sido transmitido ao Senhor Prior com cerca de duas semanas de antecedência, que demonstrou saber da realização do evento, falando dele em várias missas, incluindo na realizada no dia 27 de Abril, em que terá dito: “na segunda-feira, estamos cá todos às nove da manhã, para a procissão”, declara Rúben Ameixa.

Sabendo com antecedência que não iria presidir à procissão, segundo o vice-presidente da comissão, este sente que “quem faltou aqui ao respeito a alguém, não fomos nós […] nem aos próprios fiéis ele avisou que não vinha, e as pessoas estavam todas às 9 da manhã, à porta da igreja”.

A Comissão de Festas de Nossa Senhora da Ventosa, mantém os mesmos membros desde 2014, e a mesma presidente deste 2010. Rúben Ameixa certifica a RC que “o Sr. Padre conhece-nos […] não somos anticristãos, não somos contra a igreja”, mas que devido a divergências de opiniões, “nunca tivemos boas relações”.

O andar com a imagem de Nossa Senhora da Ventosa, como contestado pelo pároco António Carlos, foi transportada na procissão de 1 de Maio, na caixa de uma carrinha aberta.

O percurso da procissão é de 3kms, sendo difícil encontrar homens para o carregar, numa população predominantemente feminina e envelhecida. “É complicado porque a procissão de Nossa Senhora da Ventosa acaba por ter cada vez menos pessoas”, declara Rúben Ameixa.

Apesar da medida tomada, o vice-presidente da Comissão assegura que o transporte é feito de forma lenta, a acompanhar o passo dos fiéis.

A mesma, tem sido frequentemente realizada, em anos anteriores, pelo “nosso antigo pároco, o Padre António Moisés”, pois o Padre António Carlos “se recusa a fazê-la”, afirma Rúben Ameixa.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31