Alentejo

Só o Alentejo não diminui número de inscritos no IEFP

Regional 22 Nov. 2021

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego voltou a recuar em outubro, que fechou com menos 51.887 desempregados do que no mesmo mês de 2020 e menos 7.481 dos que em setembro deste ano. Porém, o Alentejo não acompanhou esta tendência.

De acordo com os dados divulgados esta segunda-feira pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), na habitual síntese mensal do desemprego registado, em outubro estavam inscritos nos centros de emprego nacionais 351.667 desempregados. O número representa a sétima descida consecutiva em cadeia (- 2,1%; -7.481), ou seja, face ao mês anterior, do número de desempregados registados nos serviços públicos de emprego, traduzindo também uma descida homóloga de 12,9%; -51.887).  

Ainda assim, o desemprego registado desceu em praticamente todas as regiões do país, em termos homólogos, com exceção do Alentejo. O maior recuo verificado deu-se nas regiões do Algarve (-28,1%) e da Madeira (-19,3%). Na comparação homóloga, face a setembro, o recuo no número de desempregados inscritos é mais modesto e deixa de fora as regiões do Algarve e do Alentejo, onde o IEFP sinaliza aumentos de 6,1% e 2,4%, respetivamente.

Em termos setoriais, a maior redução (26,5%) foi verificada na "indústria do couro e dos produtos do couro"; "alojamento, restauração e similares" (-25,6%); "fabrico do equipamento informático, elétrico, máquinas e equipamentos" (-21,0%) e "indústria do vestuário"(-20,8%), aponta o IEFP.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31