09 Fev. 2023
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Sónia Ramos: "Falta um rumo, uma visão e um plano de desenvolvimento para o concelho de Estremoz”

Regional Escrito por  08 Dez. 2022

Sónia Ramos, vereadora da coligação PSD/CDS/PPM na Câmara Municipal de Estremoz, falou à Rádio Campanário sobre o voto contra a proposta de Orçamento para 2023 apresentada pelo Executivo, esclarecendo que algumas propostas apresentadas pela sua bancada “foram incluídas em rubricas mas sem a componente financeira necessária para a sua execução.

A vereadora vai mais longe e afirma mesmo que algumas das suas propostas não só não tinham verbas atribuídas em rubricas como “a sua execução aparecia no plano plurianual de investimentos, mas além do tempo do próprio mandato. “É algo que traduz uma falta de vontade expressa do Executivo de executar as propostas, fazendo menção às mesmas apenas para dizer que constavam no Orçamento”.

Entre as propostas consideradas como prioridade encontram-se a “requalificação do acesso rodoviário que é preciso fazer a uma escola da cidade que é atravessada pelo IP2, que não foi inserida em 2022 mas que esperamos que conste no próximo ano”. Também relacionado com a segurança, a vereadora destaca as três pedreiras propriedade do município que têm um relatório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil com três medidas a implementar, “das quais apenas uma, o percurso alternativo à Avenida de Santo António, foi concretizada”. 

Sónia Ramos salienta ainda que “falta um rumo, uma visão e um plano de desenvolvimento para o concelho de Estremoz”. “Devem ser feitas apostas claras no setor económico do concelho, bem como num plano de desenvolvimento turístico, na habitação e na requalificação do centro histórico”. 

A autarca reforça que “sempre houve disponibilidade para trabalhar conjuntamente em propostas, tendo algumas sido aprovadas em Reunião de Câmara, ainda que não tenham depois sido executadas”.

À Rádio Campanário, Sónia Ramos frisou estar focada na apresentação de novas propostas “concretizáveis e exequíveis” para o orçamento municipal para 2023, recusando, para já, abordar um cenário de eleições antecipadas. “Estamos numa fase de negociações. Não vamos antecipar cenários, ainda que o presidente da Câmara Municipal já tenha feito referência ao assunto”, rematou. 

A proposta de Orçamento Municipal de Estremoz para 2023 foi rejeitada na reunião de Câmara de 30 de Novembro, contando com votos contra da coligação PSD/CDS/PPM e do MiETZ. O Orçamento voltará a ser discutido na reunião agendada para 28 de dezembro.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2023 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28