Alentejo

Saude

SNS

MEDICOS

“Tenho esperança que se encontre uma solução que leve os médicos a permanecer no SNS”, admite José Robalo face ao desafio do SNS em fixar os jovens médicos no setor público

“Tenho esperança que se encontre uma solução que leve os médicos a permanecer no SNS”, admite José Robalo face ao desafio do SNS em fixar os jovens médicos no setor público DR
Regional 20 Nov. 2019

O Governo está neste momento em processo de negociações com a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) a fim de encontrarem uma solução válida que motive profissionais clínicos a optarem pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O diretor da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARSA), José Robalo, admite que “tenho esperança que se encontre uma solução que leve os médicos a permanecer no SNS após terminadas as negociações”.

O Governo planeia obrigar os médicos a trabalhar para o Estado após a formação especializada. Neste sentido o representante da ARSA explica que “os profissionais que fazem especialidades nas unidades hospitalares implicam obviamente alguns custos na sua formação e que no final da mesma são livres para escolher entre o setor público ou privado”, no entanto alerta para o facto de que “o investimento na formação de jovens médicos acaba por não ser compensado”.

Segundo José Robalo “as negociações estão ainda numa fase precoce e existe uma necessidade de trabalhar com a Ordem dos Médicos para encontrar uma solução e salvaguardar os interesses dos profissionais”.

Até à data, não existem medidas concretas em cima da mesa mas José Robalo acredita que “pode ser definido um conjunto de critérios que sejam aceitáveis para ambas as partes”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31