22 Jan. 2022
Augusta Serrano;
Fadistices
20:00-21:00

Alentejo

Tiragem da Cortiça é oficialmente Património Cultural Imaterial!

Regional 29 Nov. 2021

Foi hoje publicado em Diário da República ter sido inscrita a manifestação “Tiragem da cortiça no concelho de Coruche” no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial (www.matrizpci.dgpc.pt).

De acordo com o  Anúncio n.º 267/2021, a inscrição da tiragem da cortiça reflete critérios que destacam a sua importância enquanto reflexo da respetiva comunidade e da articulação com as exigências de desenvolvimento sustentável e de respeito mútuo entre comunidades, grupos e indivíduos.

Surgido no âmbito do projeto âncora “Estrutura de coordenação e gestão da parceria da EEC Provere O Montado de Sobro e Cortiça 2014-2020”, o projeto foi remetido à Direção-Geral do Património Cultural a 13 de Junho de 2018 e, após período de consulta pública que terminou a 15 de outubro de 2021, viu agora a sua aprovação concluída com sucesso.

A tiragem da cortiça, ou descortiçamento, é a operação pela qual se extrai a cortiça do sobreiro; é o saber-fazer associado à separação da camada de cortiça que acompanha o ciclo de crescimento do sobreiro - sem consequências na vitalidade da árvore e permitindo a sua regeneração cíclica e integral – e que caracteriza a atividade do tirador, a quem se exige grande responsabilidade e elevado grau de especialização. Trata-se de uma atividade sazonal que se realiza fundamentalmente entre os meses de maio e agosto durante a fase mais ativa do crescimento vegetativo da árvore.

Com esta candidatura, o Município de Coruche, que se assume como Capital Mundial da Cortiça, preserva, salvaguarda e valoriza a arte da tiragem e do tirador.

Fonte: DR/Foto: Susana Cruz

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31