Alentejo

Três municípios do distrito de Évora têm Plano Contra Incêndios desatualizado (c/som)

Publicado em Regional 24 maio, 2018

O prazo determinado para apresentação dos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI) terminou a 31 de março, contudo, nem todos os municípios alentejanos cumpriram o prazo. A cerca de um mês do início da época de incêndios rurais com maior nível de prontidão dos meios (nível reforço IV), José Ribeiro, Comandante das Operações de Socorro do Distrito de Évora afirma que, neste momento, a maioria dos municípios do distrito “terá o plano em vigor, que está adequado e atualizado”.

Existem atualmente três municípios, cujo plano se encontra para revisão “e que estará pronto brevemente” para entrar em funcionamento, sendo eles Portel, Reguengos de Monsaraz e Vendas Novas. Mais acrescenta, que todos os municípios terão plano em vigor “dentro daquilo que vai ser a campanha”, cuja fase de maior empenhamento terá lugar entre julho e setembro.

Neste sentido, considera que “a maioria (dos municípios) tem os instrumentos válidos e com muita informação útil para as operações” e em concreto, para o risco de incêndio.

Desta forma, apenas cerca de 75% dos municípios do distrito de Évora se encontram preparados para organizar o socorro de catástrofe ou de acidente grave, com planos de defesa de 2ª geração. Contudo, nos restantes, “os que não têm da nova geração, têm o anterior plano que lhe dá essa cobertura”.

Recorde-se que, como noticiado anteriormente pela Rádio Campanário, a autarquia de Portel não apresentou o Plano Municipal Contra Incêndios até ao prazo determinado de 31 de março, por o município considerar que o existente, de 1ª geração, era um “trabalho sem fundamento nenhum”.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30