Evora

Universidade de Évora dinamizadora de projetos de aeronáutica

Regional 06 Dez. 2019

Além do projeto AERIS, que está na fase de culminação em março de 2020, a Universidade de Évora (UÉ) e o Instituto de Ciências da Terra (ICT) estão a participar, no âmbito da Engenharia Aeroespacial, em projetos relacionados com a Agência Espacial Europeia, sendo exemplo deste trabalho conjunto o projeto Near-Earth Object Modelling and Payloads for Protection.

Recorde-se que o projeto AERIS é um projeto de cooperação transfronteiriça em aeroespacial, que promove a inovação empresarial na região transfronteiriça Andaluzia-Alentejo, no sector aeronáutico, impulsionando o uso eficiente das infraestruturas existentes através da colaboração entre clusters aeroespaciais. Além disso, e porque nos últimos anos a aeronáutica tem vindo a assumir destaque na região do Alentejo através da implementação de importantes investimentos no setor, a UÉ tem também apostado significativamente no desenvolvimento de projetos nesta área. 

Neste sentido, está atualmente a ser desenvolvido o projeto Near-Earth Object Modelling and Payloads for Protection, no âmbito da investigação científica sobre objetos próximos à terra (NEOs) e do desenvolvimento de tecnologias de carga útil importantes para a defesa planetária. O trabalho envolve a elaboração de instrumentos, tecnologias e modelos para apoiar missões NEO. Por outro lado, há também a participação no projeto Bocage, no âmbito dos lançadores espaciais, trabalho que envolve investigação científica e desenvolvimento de tecnologias para os lançadores. 

Além dos projetos referidos anteriormente, a UÉ participou também em estudos para a indústria aeronáutica, nomeadamente para estruturas de aeronaves, envolvendo, por exemplo, o desenvolvimento de metodologias para criar fendas de fadiga para serem usadas na qualificação de processos de inspeção. A realização destes trabalhos envolve colaborações com outras instituições nacionais e estrangeiras, tais como a Faculdade de Ciências e Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, a Universidade do Porto, a Universidade da Beira Interior, o Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, o Instituto Superior de Educação e Ciências de Lisboa, a Université Côte d'Azur, a University of Bern, a Universidad de Alicante, a Università di Bologna, a Université Grenoble Alpes, o CENTRA, o IDMEC, o INEGI, o  AED Cluster, o Centre National de la Recherche Scientifique, a Asteroid Foundation, o Instituto de Astrofisica de Canarias, o Institut Supérieur de l'Aéronautique et de l'Espace, o Museum für Naturkunde Berlin, o Royal Observatory of Belgium, a OMNIDEA, a EFACEC, a ARMILAR, a Airbus Defence and Space e a OGMA.

Recorde-se que a UÉ juntamente com o Instituto Politécnico de Setúbal, em resposta ao desafio atual no âmbito da conceção e fabricação de componentes para a industria aeronáutica, oferece uma Pós-Graduação em Tecnologia Aeronáutica, destinada a fornecer a profissionais de engenharia e/ou tecnologia as valências necessárias para iniciarem ou melhorarem o desempenho de funções especializadas no setor aeronáutico.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31