Alentejo

Vão nascer 17 centrais solares fotovoltaicas no Alentejo

Publicado em Regional 18 julho, 2018

Até 2021 o Alentejo vai ver ter 17 novas centrais solares fotovoltaicas com poder de produção de um total de 460 megawatts (MW). Dez vão ser criadas no Baixo Alentejo, quatro em Portalegre e três em Évora.

A Efokus Ourique e Ínsua (Goldalqueva) vão produzir 49 MW cada, enquanto a Hyperion, em Moura, vai produzir 48 MW e a Morning Chapter, na Herdade dos Murzelos, chega aos 46 MW. A Hyperion quer produzir ainda 42 MW em Ferreira do Alentejo e outros 16 na Amareleja. Já em Casa Nova, Santiago do Cacém, vai ser instalada uma central no valor de 10 milhões de euros que preenche 25,5 hectares, com a instalação de 45 mil painéis solares, enquanto Vale Matanças aguarda pela Warwick Portugal, para erguer a Central Solar do Sado. Grândola recebe a Central Solar dos Barros, da Teclavertente, um projeto com 132.200 painéis fotovoltaicos, e em Morgavel, Sines, a Solarango, vai investir 25 milhões de euros.

No distrito de Évora também haverá investimentos da empresa Hyperion, mais propriamente em Vale de Moura, para 29 MW, bem como uma aposta da Expoentfokus no concelho de Évora. Montes Novos recebe o investimento da Contrate o Sol para 3 MW. Por fim, no distrito de Portalegre distribuem-se três investimentos da Expoentfokus por Falagueira I, II e III, para um total de 52 MW, enquanto a Central Solar de Tendeiros chega aos 24 MW.

Há tantos interessados neste negócio, sobretudo na região Alentejo, para 2024 e 2025, que o Governo está a ponderar antecipar esse investimento com a aprovação dos novos planos de investimentos da Rede Elétrica Nacional, que estava em consulta pública na Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Outubro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31