03 Dez. 2021
 

Volta a Portugal do Futuro: 1ª etapa discutida ao sprint é marcada por queda

Regional 08 Jul. 2021

Marcelo Gabriel (Porminho Team Sub23) é o primeiro Camisola Amarela da Volta a Portugal do Futuro que começou esta quinta-feira em Águeda. A chegada foi discutida ao sprint e marcada por uma queda que envolveu a primeira linha de corredores que estavam na frente do bloco, sorrindo o triunfo ao brasileiro natural de São Paulo.                                                                                                                                      
Com a vitória, além da Amarela Lusíadas Saúde, Marcelo que tem apenas 19 anos conquistou também a Camisola Verde Europcar dos Pontos e a Camisola Branca Cube da Juventude. 
Na sequência da queda e após visualizadas as imagens da chegada, o Colégio de Comissários decidiu penalizar Fábio Costa pelo sprint irregular expulsando-o da prova. As imagens não deixam margem para dúvidas: no despique direto com Carlos Salgueiro (La Alumínios/LA Sport) existiu uma movimentação cruzada do corredor da Efapel da esquerda para a direita na Avenida 25 de abril, em Águeda, que atingiu em pleno a bicicleta de Salgueiro provocando a queda aos diretamente envolvidos, mas também a outros corredores, conforme cominaco enviado à nossa redação.


“Chicos Fugitivos”
Esta primeira etapa da 28ª Volta a Portugal do Futuro com 133 quilómetros corridos em circuito foi marcada por uma longa fuga de dois jovens da equipa Sicasal/Miticar/Torres Vedras. Francisco Guerreiro e Francisco Pereira conseguiram escapar à vigilância do pelotão com cerca de 20 quilómetros de prova e foram somando e repartindo os pontos das Metas Volantes e dos Prémios de Montanha de 4ª categoria. Francisco Guerreiro acabou por tornar-se o primeiro líder da Camisola Azul Carclasse e foi também o último sobrevivente da fuga que nunca conseguiu mais de dois minutos de vantagem. Várias equipas, entre elas a da região oeste, tinham interesse numa chegada compacta.                                                                                                                                                      
A faltarem pouco mais de 30 quilómetros para a meta, e já sem qualquer corredor isolado, começaram diversas movimentações que pouco protagonismo deram aos mais envolvidos e a previsão de uma chegada ao sprint confirmou-se.
No Centro de Portugal
Depois da etapa bairradina, a principal prova para o escalão Sub23 desloca-se para o centro do país. Cernache do Bonjardim, no município da Sertã acolhe a tirada número dois num percurso de 120,6 quilómetros. Haverá Metas Volantes em Ferreira do Zêzere, Sertã e Pedrógão Grande, e ainda quatro Prémios de Montanha de 3ª categoria.

Comunicado dos Serviços Médicos

De acordo com o comunicado dos Serviços Médicos que acompanham a prova, "no decorrer da etapa a equipa médica prestou a assistência aos atletas com os dorsais 34, 37, 41, 77, 103, 125, 134 e 143. Com necessidade de utilização de meios de socorro extra-prova (ambulância ABSC - BV Águeda) para derivar atleta com o dorsal 103 para Hospital de referência da prova (CHBV-Aveiro. Foram ainda utilizados os meios de socorro adstritos à prova para evacuar os atletas 134, 54 e 21 para o hospital de referência (CHBV-Aveiro)."

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31