Mertola

Zona envolvente da Igreja Matriz de Mértola decorada com “naperons”

Regional Escrito por  25 Dez. 2021

Centenas de “naperons” foram colocados nas paredes na zona envolvente da igreja matriz, num projeto da Santa Casa da Misericórdia (SCMM) que pretendeu, por um lado, recuperar o hábito antigo de tricotar rendas e, por outro lado, embelezar a chamada “vila museu” nesta época natalícia, segundo o Correio Alentejo.

O evento denominado “rendARTE – Dá cor ao Natal” está patente até dia 6 de janeiro de 2022, tendo sido um trabalho desenvolvido por idosos de 34 localidades deste concelho que são beneficiários da Ludoteca Itinerante da Santa Casa da Misericórdia.

“Em setembro, as animadoras do projeto lançaram um desafio aos idosos, que consistia no reaproveitamento dos restos de linhas, lãs e tecidos de algodão para elaborar ‘naperons’ em renda e que em dezembro seriam utilizados para decorar e embelezar uma rua da vila de Mértola”, conta Emília Colaço, coordenadora da Ludoteca Itinerante.

Segundo esta responsável, os idosos “foram transformando as linhas em ‘naperons’ e, posteriormente, costuraram os mesmos em arcos de arame forrados com trapilho”.

Também as crianças que frequentam a Oficina da Criança da Santa Casa da Misericórdia. de Mértola e a catequese da Paróquia de Mértola, colaboraram na elaboração dos “naperons”.

“O entusiasmo e a adesão superaram as nossas expectativas e rapidamente esta ideia tornou-se numa atividade comunitária e intergeracional”, destaca Emília Colaço.
Esta  exposição permite, “além do reaproveitamento de materiais”, a valorização dos “conhecimentos dos nossos idosos”, assim como a recuperação de “práticas e tradições ancestrais, ligadas às linhas e mantas tradicionais”.

“Estas rendas são uma montra dos nossos saberes e tradições. Que podem e devem ser passadas as novas gerações, recriando este saber tradicional com um toque de inovação”, diz Emília Colaço,sublinhando queas peças, “feitas à mão com muito carinho”, acabam por ter “um estilo e personalidade que caracteriza cada participante”.

“As lembranças revividas, o entusiasmo e o brilho no olhar de cada participante deram alma, cor, união, partilha, alegria e muito amor a este trabalho, que caracteriza tão bem esta época do Natal”.

Entre as “artesãs” esteve Maria d’Encarnação, 79 anos, residente na pequena aldeia de São Pedro de Solis. “Gostei muito de participar naqueles trabalhos que estão expostos em Mértola. São trabalhos muito bem-feitos e muito bonitos! Parabéns a quem trabalhou para que aquilo fosse realizado, está tudo muito bonito”.

Maria Vitória, de 70 anos, também participou no projeto, e destaca que “esta exposição representa o artesanato e a cultura das pessoas e é uma ideia a continuar”, e é  “uma forma de passar o testemunho às gerações vindouras”.

C/CA

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Agosto 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31