Elvas

Elvense Adelaide Cabete “merece” uma “estátua à sua dimensão”, diz Rosabela Afonso (c/som e fotos)

Reportagens 26 Jan. 2019

“Adelaide Cabete, um exemplo de cidadania” foi o mote para a conferência que decorreu esta sexta-feira, 25 de janeiro, na biblioteca Municipal Dra. Elsa Grilo, em Elvas.

A elvense Adelaide Cabete é uma das seis personalidades cuja sua história foi aprofundada na coleção de livros infantis “As Mulheres e a República”, composta por seis volumes onde estão retratadas as vidas destas mulheres que lutaram por causas sociais. 

À RC, a autora Rosabela Afonso conta que aquando do centenário da Implantação da República decidiu que “era hora de falar das mulheres que tiveram intervenção” nesse ato histórico, como é o caso de Adelaide Cabete. 

A autora considera que este conjunto de mulheres “eram muito pouco faladas” e até “desconhecidas do grande público”, e nesse sentido pensou “mostrar aos jovens que, independentemente do berço onde se nasce, ou do ponto do país, se pode ir mais além”. 

De todas as mulheres retratadas na coletânea, a elvense foi a que nasceu “mais pobre, desfavorecida e com mais dificuldades a todos os níveis”. Frisando a “determinação” de Adelaide Cabete em “ajudar os outros”, a autora explica que a elvense chegou “a representante de Portugal”. 

Rosabela Afonso deixou ainda o repto para uma homenagem a esta elvense, realçando que muitas localidades têm “esculturas dos seus heróis, das mulheres são raras”. Assim, a autora considera que Adelaide Cabete “merece” uma “estátua à sua dimensão”. 

Para o vereador do município, Sergio Ventura, esta elvense é “ao fim ao cabo uma heroína elvense”, para o qual a determinação de Adelaide Cabete representa algo “de muita importância” para a autarquia, pois “houve muitas pessoas que lutaram pelos direitos” de hoje, entre eles esta elvense. 

Questionado sobre as personalidades elvenses que deram o seu contributo para causas sociais, Sergio Ventura realça que nas comemorações da Batalha das Linhas de Elvas “tivemos vários elvenses a ser recordados”. Portanto, nesse sentido é “um trabalho” que a autarquia vai realizando para que os elvenses “conheçam a sua história”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30