16 setembro, 2019
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Estremoz

Banda União de Estremoz está “a ressurgir” com elementos jovens, mas atravessa uma “fase débil”, diz Maestro (c/som e fotos)

Publicado em Reportagens 02 setembro, 2019

A Banda União da Sociedade Filarmónica Artística Estremocense brindou no passado sábado (31 de agosto), a cidade de Estremoz, com uma arruada e um concerto, por ocasião das Festas da Exaltação da Santa Cruz.

A RC esteve presente na manhã de sábado, e acompanhou a arruada, onde falou com o Maestro Mário Tiago sobre a atividade da banda que assinala 148 anos de atividade.

“Como todas as filarmónicas neste país”, a Banda União tem “altos e baixos”, afirma, sendo atualmente a falta de elementos uma das maiores preocupações.

“Estamos a tentar captar os mais jovens para contrabalançar” falta de elementos
Maestro Mário Tiago

“Estamos numa fase um bocadinho mais débil, com menos gente” afirma, “mas com muita malta nova estamos a ressurgir”. A existência de uma escola de música frequentada por muitos jovens e crianças tem ajudado neste processo, havendo assim uma tentativa de “captar os mais jovens para contrabalançar esta situação”.

A banda tem atualmente 25 elementos, sendo que “o mais jovem tem 14 anos e o mais velho tem 50 anos”. O número preferível de elementos fixa-se entre os 30 e os 40, avança, “isso era uma coisa muito boa”, demonstrando esperança de que virão a atingir esse objetivo.

Para comemorar os 148 anos, a Banda União brindou a cidade no passado dia 11 de agosto com uma arruada, um concerto inserido na iniciativa municipal Concertos no Coreto e um jantar convívio.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30