16 Nov. 2019
Augusta Serrano;
Fadistices
20:00-21:00

Vila Vicosa

Cerca de 70 peregrinos iniciaram a sua “divina aventura” de Vila Viçosa até Fátima, diz Cónego Mário Tavares (c/som e fotos)

Reportagens 07 maio 2018

O Grupo de Peregrinos de Vila Viçosa, iniciou no passado sábado, dia 5 de maio, a sua viagem entre o Santuário de Nossa Senhora da Conceição, em Vila Viçosa, até ao Santuário de Fátima.

Este ano, são cerca de 70 os peregrinos que irão percorrer os cerca de 300kms, mas a distância percorre-se, “chegar ao fundo do coração nem sempre agente consegue”, declara à RC o Cónego Mário Tavares que acompanhará o grupo.

Considerando as histórias, vivências e inquietações de cada peregrino, mesmo que o grupo seja idêntico ao da caminhada anterior, “cada peregrinação é sempre a primeira” e “sempre uma experiência nova, uma divina aventura”.

Ao longo destes dias, avança que irá “contactar com histórias que precisam de ser redimidas, ser reencontradas”, de pessoas que não querem “chegar longe, querem é chegar muito perto, ao fundo do coração”.

Questionado se os peregrinos encontram as respostas que buscam, afirma que nem todos o conseguem, uma vez que “o ritmo da peregrinação depende da atitude do coração e do equilíbrio emocional”. Contudo, “de uma maneira geral”, é “uma experiência gratificante e que marca”.

Relativamente ao número crescente de jovens na composição do grupo, aponta a alteração no perfil do peregrino, que era inicialmente e essencialmente mulheres “com mais idade” com “atividades mais ligadas ao mundo rural ou atividades domésticas” e que “iam pagar uma promessa”. Atualmente, o grupo é composto por peregrinos “de todos os estratos sociais”, com variados níveis de escolarização, “com as mais diversas ocupações” e “cada vez mais jovens”. Caminham com “a intenção da vida”, “porque se sentem bem, numa atitude de gratidão e louvor”, ao invés do pagamento de uma promessa.

Em declarações à RC, Teresa Carvalho, coordenadora da peregrinação do Santuário de Nossa Senhora da Conceição (Vila Viçosa) ao Santuário de Fátima, aponta os peregrinos regressam “de coração cheio”.

O grupo que iniciou este sábado a sua caminhada, é composto não só por peregrinos que “já foram várias vezes”, como por várias pessoas que assim realizam a sua primeira peregrinação a Fátima.

“Isto acaba por ser uma grande família”, declara, explicando o número crescente de jovens com o facto de “começarem por vir as mães, depois começam por vir os filhos e as namoradas dos filhos”.

Os peregrinos “têm apoio espiritual e logístico, tem corrido sempre tudo muito bem”, e defende que é essa mensagem que transmitem aos seus e que os leva a querer peregrinar.

Realizadas desde 2001, cada peregrinação é singular “mesmo que vão as mesmas pessoas, a forma como vão de um ano para o outro é diferente”.

Questionada sobre o facto de a peregrinação surgir ainda como um reencontro de católicos que não se veem durante o ano, avança que para além de tal facto, existe ainda a tentativa que os grupos de maio e outubro, “que não caminham juntos” funcionem “como um grupo só”, nomeadamente através da realização de um almoço conjunto.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30