Portalegre

Chefe do Estado-Maior do Exército reconhece “problema de recrutamento” no interior do país (c/som e fotos)

Reportagens 02 Out. 2017

No passado sábado (30 de Setembro), Portalegre recebeu o maior evento militar realizado em Portugal nos últimos 40 anos, o 12º aniversário da Brigada de Reação Rápida (BrigaRR), do Exercito Português.

Mais de 600 militares da BrigaRR, constituída pelas tropas especiais, os comandos e os paraquedistas, bem como Chefe do Estado-maior do Exercito, General Frederico José Rovisco Duarte, estiveram na comemoração desta que é uma força militar que tem como missão a salvaguarda do interesse nacional, participando em missões de defesa do território e missões de interesse público.

Em declarações à Rádio Campanário, o Chefe do Estado-Maior do Exercito, General Frederico José Rovisco Duarte, destaca o “carinho” com que são recebidos no interior, sobre o qual reconhece “o problema de recrutamento” destas regiões.

Nas suas declarações, o General Rovisco Duarte recorda o seu pai, que foi soldado no Batalhão de Caçadores 1 em Portalegre, motivando a afirmação de que se tratou de um “regresso sentimental” a esta cidade.

De acordo com o Chefe do Estado-Maior do Exercito “é gratificante trazer o Exercito ao interior”, desviando os militares do local “que estão habituados”, o Litoral.

O Exercito tem “procurado trazer cerimónias para o interior”, reconhecendo o “problema de recrutamento”, ainda assim, são recebidos com “carinho” e a mensagem que chega aos militares é de que “querem que estejamos presentes”.

Para o General, o conhecimento sobre o território é essencial, motivando a afirmação de que “não é exército se não conhecer o seu território”, e nesse sentido, destaca a “nacionalidade” de quem assiste às cerimónias, sobre a qual faz questão de “cultivar e manter”.

 

 

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29