Imprimir esta página

Borba

"Queremos que Borba seja falada pela Festa da Vinha e do Vinho e não pelas piores razões como tem acontecido", diz autarca na inauguração (c/som e fotos)

Reportagens 09 Nov. 2019

Decorreu este sábado, 9 de novembro a inauguração de mais uma edição da Festa da Vinha e do Vinho, em Borba.

A Rádio Campanário esteve presente nas cerimónias e recolheu as declarações de António Anselmo, presidente da Câmara Municipal de Borba.

O autarca começa por destacar que “provavelmente é a festa mais antiga relacionada com o tema do vinho”, deixando a garantia que “é um certame para continuar”.

Para o edil “Borba tem muitas potencialidades, temos muitas adegas e enoturismos e com tendência para aumentar”, o que por si só justifica “o crescimento do certame”.

António Anselmo explica que “até agora matemos a estrutura que iniciámos em 2013, mas queremos mais componentes para o certame”.

A RC questionou o presidente sobre quais as componentes, ao que nos foi dito “penso que durante o ano de 2020, se tudo correr como prevemos, será possível aumentar as condições da tenda de apoio, criar uma estrutura mais robusta, de forma a que seja possível fazer aquilo que queremos”.

O autarca afirma que “o princípio é sempre o mesmo, ou seja, promover e dinamizar o vinho de Borba e tudo o que está relacionado”.

“Ao mesmo tempo que promovemos o vinho de Borba, promovemos o vinho do Alentejo”
António Anselmo 

 

António Anselmo refere que “todos juntos faremos aquilo que quisermos, isoladamente cada um vale por si só”.

Os tempos mais recentes têm sido férteis em tragédias no concelho, para o autarca é importante “sermos as mesmas pessoas quando as coisas correm bem e quando correm mal”.

O presidente considera que “lamentavelmente o ano que passou e já este ano têm trazido coisas menos boas a este concelho”, no entanto “queremos que Borba seja falada, mas não pelas piores razões”.

Para António Ceia da Silva, presidente da Entidade Regional de Turismo, o vinho é “de facto um produto que tem qualificado e dignificado o Alentejo”.

“A Festa da Vinha e do Vinho provavelmente foi a primeira a traduzir esse espírito que acabou por se materializar uns anos depois”
Ceia da Silva

O presidente explica que “antes do Boom do turismo, foi o vinho quem mais promoveu o território”.

Ceia da Silva refere ainda aos nossos microfones que “temos apoiado bastante o enoturismo”, acrescentando que “temos vários no território”.

Para o presidente o setor do enoturismo “deu um salto” qualitativo nos últimos tempos.