Estremoz

FIAPE 2019 vai ter “equipamento definitivo” para a gastronomia, avança Luís Mourinha no balanço da FIAPE 2018 (c/som e fotos)

Reportagens 02 maio 2018

Chegou ao final, esta terça-feira (1 de maio), a 32ª edição da FIAPE - Feira Internacional de Agropecuária e Artesanato de Estremoz – com a tradicional Tarde Alentejana que juntou grupos de cantares e ranchos folclóricos oriundos de Estremoz, Veiros, Fronteira e Évora Monte.

À RC, o presidente do município estremocense, Luís Mourinha, afirma que o balanço da 32ª edição do certame que promove o que de melhor Estremoz tem é “positivo”, justificando com a adesão das pessoas no último dia de feira, algo que considera “fechar com a chave de ouro”.

Com um balanço positivo de mais uma edição, o município pretende “melhorar o pavilhão de gastronomia, junto ao palco principal, que tem uma tenda” com a construção de um “equipamento definitivo”, pretendendo que esteja “operacional no próximo ano”, adiantou o autarca à RC.

Embora sem ter valor orçamentado para este projeto, a autarquia tem já “o esboço feito para aquilo que se pretende”, tendo sido desenhado de forma a que possa ser “alugado para casamentos”, acrescentou.

Para além deste espaço, o município pretende “adquirir alguns espaços para criar mais algum estacionamento perto do evento” e “melhorar as cozinhas do Pavilhão Multifunções”, nomeadamente a sua “ampliação e a extração de fumos”, objetivando que as remodelações estejam feitas a tempo da Cozinha dos Ganhões.

Questionado sobre a dimensão do Parque de Feiras e Exposições, Luís Mourinha, que no balanço da edição anterior colocava em hipótese a ampliação do espaço, sustenta que como está “é melhor para visitar porque se consegue ver tudo de forma diferente”, justificando com a opinião transmitida por alguns visitantes do evento.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31