Campo Maior

Galardões do empreendedorismo da Delta são “convite para trabalhar localmente o que queremos mudar na sociedade”, diz Ministro da Educação (c/som e fotos)

Publicado em Reportagens 13 outubro, 2018

O Centro Educativo Alice Nabeiro (CEAN) entregou, na passada sexta-feira (12 de outubro), no Centro de Ciência do Café (CCC), as Bandeiras “Ter ideias para mudar o Mundo” a 50 instituições e escolas, em 20 concelhos do país, que implementaram o Manual criado pelo Centro da Associação Coração Delta, em 2008.

Na cerimónia, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, destaca a presença de escolas de vários pontos do país, algo que mostra que “a partir de cada uma das freguesias e concelhos do nosso país surgem novas ideias”.

“A partir de cada uma das freguesias e concelhos do nosso país surgem novas ideias”

Para o governante, a entrega das bandeiras é “um convite para que todos nós possamos trabalhar localmente o que nós queremos verdadeiramente para mudar na sociedade comum”, pois a sociedade civil “também nas escolas”, sublinhou o ministro.

Nesse sentido, “viemos aqui ver o que as escolas construíram” e tal como foi referenciado por alguns professores, na apresentação dos projetos, são ideias “muito importantes” porque agora “vão ser executadas com as autarquias, com os clubes, com associações e obviamente com as famílias”.

 

Também a esta estação emissora, o comendador Rui Nabeiro recorda quando a empresa começou a “pensar nas crianças”, através da criação da Coração Delta, e que através dela surgiu a criação do Manual, algo que entende como “um passo largo” dado pela associação.

DELTA tem hoje “uma atitude para que de facto possa levar a estas crianças uma preparação totalmente adequada”

 

No entanto, para alem do Manual, a empresa tem hoje “uma atitude para que de facto possa levar a estas crianças uma preparação totalmente adequada”, aquilo que em parte foi conseguido, uma vez que “esteve aqui representado um bocado grande de Portugal que aderiram ao nosso projeto”, acrescentou Rui Nabeiro.

 

Já o autarca de Campo Maior, Ricardo Pinheiro, destaca a participação de muitas escolas e Agrupamentos, o que considera ser estruturante “introduzir nas escolas a dinâmica da responsabilidade para a criação daquele que pode ser o modelo empresarial do futuro”.

Embora seja “uma área de ensino totalmente diferente do que vem sido praticado até aqui”, é importante que a escola pública “comece a potenciar e a valorizar aquilo que são as crianças empreendedoras”.

Alentejo “tem que perceber quais são as áreas que devem continuar a ser projetadas”

 

Nesse sentido, o Alentejo “tem que perceber quais são as áreas que devem continuar a ser projetadas e que, do ponto de vista educativo, se deve continuara a melhorar”, disse o autarca, que exemplifica que a Delta Cafés transmite essa ideia, de “perceber o que temos à volta, de que forma nos vamos profissionalizar metendo o processo educativo e de formação sempre neste contexto”, acrescentou.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Maio 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31