Estremoz

No RC3 de Estremoz “são poucos, mas bons”, e “é uma peça fundamental no dispositivo do exército”. A RC mostra-lhe as fotos do 312º aniversário (c/som)

Reportagens 19 Set. 2019

Decorreu na manhã desta quinta-feira (19 de setembro), a cerimónia militar que assinala o Dia da Unidade, no âmbito das comemorações do 312º aniversário do Regimento de Cavalaria nº3 (RC3) de Estremoz. A cerimónia foi presidida pelo Inspetor Geral do Exército e Diretor Honorário, Major-General Luís Nunes da Fonseca e contou com a presença de vários autarcas, e representantes de entidades militares e civis da região.

A RC esteve presente na cerimónia e falou com Major-General Luís Nunes da Fonseca, que afirma que no RC3, “são poucos, mas são de qualidade”.

Destaca a participação “muito ativa na região” do regimento, onde é “responsável pelo apoio a 22 municípios”, sendo capaz de se “transcender” e cumprir “diariamente as missões com o máximo de empenho”, “apesar da exiguidade de pessoal”.

“Um regimento que é muito acarinhado pela população”
Major-General Luís Nunes da Fonseca

 

Mais destaca que existe um grande carinho da população pelo regimento, e que da parte deste há “gosto em ser úteis para a população”.

No âmbito das funções que desempenha, pode “atestar as inúmeras provas de têm dado no âmbito da prontidão de forças”, e declara não existir no plano do exército, qualquer intenção “para fazer sair daqui este regimento”.

Para além das alocuções do Major-General Luís Nunes da Fonseca e do Coronel Jorge Pedro, Comandante do RC3, fizeram parte da cerimónia um momento de homenagem aos mortos, a imposição de condecorações e a entrega do Prémio Mouzinho 2019, terminando com o desfile das forças em continência.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29