06 Dez. 2019
Augusta Serrano
Notícias
17:00-19:30

Borba

Nova política de habitação do Governo tem a “solução” para as carências da etnia cigana em Borba, diz António Anselmo (c/som)

Reportagens 20 Jun. 2018

O Salão Nobre dos Paços do Concelho de Borba acolheu, esta quarta-feira (20 de junho), uma sessão de apresentação dos Novos Instrumentos de Apoio à Promoção Pública de Habitação, na qual foram apresentados dois instrumentos da nova politica habitacional que pretende dar resposta às carências habitacionais das famílias.

“Acreditamos que a habitação não é o direito mais importante, mas sem ela uma pessoa não consegue aceder aos outros direitos” como a educação, saúde ou trabalho, sustentou a secretária de Estado, Ana Pinho, em declarações à RC, sublinhando que a habitação “é a base a partir da qual qualquer pessoa ou família pode estruturar e construir a sua vida”.

Designado ‘1º Direito’, este programa está desenhado de forma “flexível e abrangente” para poder dar resposta às carências habitacionais dos territórios, que embora seja de âmbito nacional, oferece aos munícios e entidades a possibilidade de “articular um conjunto alargado de soluções adequadas às suas características”, disse.

Segundo o levantamento feito pelo Governo, cerca de 26 mil famílias estão em situação carenciada em termos de habitação, na qual estima que seja necessário “um investimento total de 1 milhão e 700 mil euros, dos quais a fundo perdido ronda os 700 milhões”

Na sessão foi ainda apresentado o ‘Fundo Nacional da Reabilitação do Edificado’, um programa “orientado para as famílias de classe média mas que, hoje em dia, têm dificuldade de aceder à habitação sem fazer um esforço financeiro muito elevado”, e nesse âmbito o programa dedica-se à “reabilitação de património público e do terceiro setor para disponibilizar arrendamento habitacional a custo acessível”.

Também a esta estação emissora, António Anselmo, presidente do município borbense, afirma que ambos os instrumentos são “perfeitamente enquadráveis, não só no Alentejo, mas para todo o país”.

Indicando que a autarquia tem vindo a fazer o levantamento correto das necessidades sociais, António Anselmo refere que foi possível concluir que o concelho de Borba tem “uma serie de pessoas com necessidades básicas de habitação”, onde se insere a etnia cigana, esclareceu o autarca.

Questionado se os programas apresentados podem ajudar a resolver o problema, António Anselmo afirma prontamente que “a solução está aqui”, realçando que “há meios, mecanismos, vontade e agora há que trabalhar e muito”, pois considera que “a situação daquelas pessoas é incomportável”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31