Reguengos de Monsaraz

O tema da eleição de 2018 das 7 Maravilhas foi revelado hoje, em Reguengos de Monsaraz (c/som e fotos)

Reportagens 15 Nov. 2017

7 Maravilhas à Mesa será o tema da eleição de 2018, a sétima do concurso, apresentado na manhã da presente quarta-feira, dia 15 de novembro, na Herdade de São Lourenço do Barrocal (Reguengos de Monsaraz).

O processo de eleição contemplará a gastronomia, vinhos/azeites e roteiros turísticos de cada candidatura, como explica Luís Segadães, Presidente das 7 Maravilhas, em declarações à Rádio Campanário.

O Presidente afirma que nos “gabamos sempre de ter as melhores mesas”, sendo que no final do concurso “isso vai ficar esclarecido”. As mesas deverão contemplar apenas produtos endógenos e regionais, representando a sua tradição e tipicidade.

A combinação de pratos e produtos, “vai ser um debate constante no próximo ano”, em que toda a população quererá participar opinando sobre os “que casam” ou não.

“O que procuramos, enquanto organizadores e que faz do concurso um sucesso, é a diversidade”, afirma.

Luís Segadães aponta o fator Roteiro Turístico da presente eleição, como “o ingrediente essencial da mesa”. Os visitantes de um território quererão saber o que mais poderão encontrar para além da gastronomia, e em complemento da mesma, obtendo assim “a experiência completa”.

Toda a cultura e tradição local estarão presentes nas 7 Maravilhas à Mesa que aliarão a gastronomia e os vinhos, aos museus, adegas e património a visitar no território.

“Tudo casado vai dar esta mesa que para nós passa a ser a mesa de referência”, conclui.

António Ceia da Silva, Presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e Ribatejo, em declarações à Rádio Campanário afirma que à Mesa é “uma temática muito feliz”, porque junta o turismo aos produtos mais apreciados por quem nos visita.

Aliado ao bom vinho e à boa gastronomia, “eu penso que a mesa é o melhor local para se cultivarem amizades” declara o Presidente da ERT Alentejo e Ribatejo.

O concurso 7 Maravilhas permite ao país “mostrar as suas potencialidades”, promovendo simultaneamente os territórios, aponta. Desta feita, o concurso 7 Maravilhas à Mesa possibilitará aos territórios apresentarem o que de melhor têm, aliando os roteiros turísticos aos seus produtos típicos.

No final da cerimónia de apresentação do tema da eleição 2018, foi apresentada a proposta de Mesa da Herdade de São Lourenço do Barrocal, que apresenta pratos e produtos típicos como o vinho Barrocal, a perdiz e o lúcio-perca.

A primeira fase de candidaturas do concurso 7 Maravilhas à Mesa iniciará a 17 de novembro, sendo posteriormente selecionadas 49 mesas (7 por cada região das NUTS 2). À semelhança do formato que tem vindo a ser adotado, serão depois selecionadas 2 Mesas por região, sendo as 7 vencedoras conhecidas na final.

As 7 Maravilhas à Mesa (2018) são um projeto com o Alto Patrocínio do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, e da Secretaria de Estado do Turismo, desenvolvido em parceria com a Associação de Municípios Portugueses do Vinho.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31