Elvas

PCP reúne 'família comunista' alentejana em Elvas para celebrar o 98º aniversário (c/som e fotos)

Publicado em Reportagens 25 março, 2019

Decorreu no passado domingo, 24 de março, em Elvas o almoço comemorativo do 98º aniversário do Partido Comunista Português (PCP).

Nas comemorações estiveram presentes o secretário geral do PCP Jerónimo de Sousa, o deputado João Oliveira e uma sala cheia de militantes e simpatizantes do partido.

A Rádio Campanário marcou presença e recolheu as declarações de João Oliveira que nos deu conta que “98 anos é uma marca, estamos perto de dobrar os 100 anos”, o deputado considera ser “um facto notável, principalmente quando quase metade foi durante o tempo da ditadura em que lutamos na clandestinidade”.

Para João Oliveira “é uma grande satisfação esta sala completamente lotada, com alentejanos de todos os lugares” o que demonstra a forma “como encaramos o futuro cheios de esperança e com a confiança que o povo nos transmite”.

A RC questionou João Oliveira sobre as mudanças de slogan do partido, ao que o deputado no disse “ao contrário daquilo que se diz o PCP não é um partido fechado, em cada quadro o PCP conseguiu sempre definir os objetivos da sua luta, foi assim durante o período da primeira republica, foi assim durante 48 anos em que lutamos contra a ditadura e demos um contributo que nenhum outro partido deu para alcançarmos a liberdade e a democracia”.

“defendemos as convicções de abril e temos defendido o caminho para um país mais justo e mais desenvolvido”
João Oliveira

Quanto ao tema “Democracia e Socialismo”, João Oliveira considera que “é uma belíssima síntese dos desafios que temos hoje”, acrescentando que “aprofundar a nossa democracia e levar a democracia aqueles que ainda não a têm e construir uma sociedade socialista” são os principais objetivos do partido.

O deputado considera que “as provas que demos em 98 anos falam por nós, os portugueses nunca encontraram no PCP um partido radical, mas sim um partido com os pés assentes na terra e capar de identificar os problemas e lutar pelos trabalhadores”.

Quando questionado pela RC sobre uma possível sucessão a Jerónimo de Sousa, o deputado considera que “essa questão não se coloca”, afastando um pouco a hipótese de ser ele o sucessor “penso que o meu partido nunca me vai colocar uma questão dessas, existe muita gente muito melhor preparada para desempenhar a tarefa de secretário geral”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31