16 setembro, 2019
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Alentejo

Plataforma Alentejo reivindica "malha ferroviária e rodoviária que satisfaça as necessidades do Alentejo", diz responsável. A RC mostra-lhe as fotos (c/som)

Publicado em Reportagens 12 setembro, 2019

A Plataforma Alentejo promoveu durante esta quinta feira, dia 12 de setembro, no Auditório da CCDRA em Évora, a “Geografia das Acessibilidades e as infraestruturas do Alentejo”.

A Rádio Campanário marcou presença no evento e falou com Claudino Matos, membro do secretariado da Plataforma Alentejo, que começa por referir aos nossos microfones que “as necessidades passam pela ferrovia e pela rodovia”.

Claudino Matos refere que “em termos da ferrovia temos a linha entre Funcheira e Casa Branca, que pode ser uma alternativa para a linha do Sul, quer em termos de passageiros e mercadorias”.

“O objetivo é criar uma malha ferroviária e rodoviária que satisfaça as necessidades do Alentejo”
Claudino Matos

No norte alentejano, segundo o responsável da plataforma “pensamos na ligação com a linha do Leste”, acrescentando a importância que irá “permitir ao interior do Alentejo ficar ligado por uma malha ferroviária”.

O Baixo Alentejo não foi igualmente esquecido, com “a ligação ao aeroporto de Beja”, a constar da lista de pedidos.

Para Claudino Matos, todos estes projetos podem “recorrer a fundos europeus com 80% de cofinanciamento”, o que na sua opinião “poderá facilitar alguns dos investimentos”.

Naquilo que respeita à rede rodoviária, a Plataforma Alentejo considera importante “a ligação da A26 com a A2 e o aeroporto de Beja”, bem como “a conclusão do IP8 até Ficalho, o que permitirá melhores acessibilidades para as mercadorias em todo o Alentejo”. A ligação entre a “A6 e o nó de Nisa” é outra das reivindicações desta Plataforma.

Claudino Matos afirma aos microfones desta emissora que “se tudo isto for aprovado o Alentejo poderá ser desenvolvido na sua plenitude”.

O responsável da Plataforma refere que “a tutela considera que as nossas reivindicações estão corretas e são válidas”, no entanto “estamos a falar de investimentos a médio e longo prazo”, acrescentando que “é necessário começar a definir estratégias para que possamos avançar”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30