Vila Viçosa: IEFP apresentou medidas ativas de emprego, para mais gente e durante mais tempo

Reportagens 24 maio 2013

Depois do Alandroal, no passado dia 22 de maio, foi a vez de Vila Viçosa receber, a  23 de maio, a sessão de divulgação de Medidas Ativas de Emprego Parque, numa ação concretizada pelo IEFP, associação MONTE e Associação Mais Vila Viçosa. A ação aconteceu no Parque Industrial da vila calipolense, onde marcaram presença dezenas de pessoas, entre as quais estiveram muitos empresários locais.

A Rádio Campanário acompanhou a sessão e falou com o Delegado Regional do Instituto de Emprego e Formação Profissional, Palma Rita, que salientou que as reformulações aos documentos Têm em conta o perfil do desemprego no Alentejo. O número de medidas deve ser reduzido, de forma a integrar as linhas orientadoras em dois documentos: os Estágios Profissionais, destinados aos jovens mais classificados, e os Passaportes Emprego, que “dá para todos”. O responsável abordou também o Estimulo 2013, que se espera ser alargado a pessoas com mais idade, que passe de 6 para 18 meses nos contratos sem termo, além de haver uma redução da TSU das empresas. Palma Rita debruçou-se também sobre o desemprego na região, dizendo que, principalmente a partir de 2011, o acréscimo fica a dever-se à destruição de emprego, de onde se destaca que os jovens com menos habilitações literárias são os primeiros a ser despedidos, enquanto os jovens com maior nível de ensino são os que têm maior dificuldade na entrada do mercado de trabalho. A solução, para o primeiro caso, tem de ter em conta politicas direcionadas para a formação, feita numa vertente multidisciplinar, considerou o delegado.

{saudioplayer}http://radiocampanario.com/sons/medidas%20palma%20rita_24maio.MP3{/saudioplayer}

O Diretor do IEFP Estremoz, Nelson Gato, também marcou presença no evento e esclareceu quais são as entidades a que se destinam as medidas, referindo que a legislação não obriga à contratação depois de terminados os estágios. Ainda assim, o representante do instituto acredita que as empresas não farão um aproveitamento indevido dos programas, uma vez que apenas recorre aos apoios quem realmente precisa.

{saudioplayer}http://radiocampanario.com/sons/medidas%20nelson%20gato_24maio.MP3{/saudioplayer}

Depois de Alandroal e Vila Viçosa, as sessões de esclarecimento vão continuar em Borba, a 30 de maio. No mês seguinte, em junho, as ações decorrem em Sousel e Estremoz, com data ainda por definir.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Novembro 2019 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30