29.8 C
Vila Viçosa
Sexta-feira, Junho 14, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Acessibilidades,ferrovia e aeroporto de Beja em debate na reunião entre Cimbal e Ministro das Infraestruturas!

O Salão Nobre da CIMBAL acolheu no dia 12 de junho, uma reunião de trabalho entre os autarcas do Baixo Alentejo e o Senhor Ministro das Infraestruturas, João Galamba, e o Senhor Secretário de Estado das Infraestruturas, Frederico Francisco.

Foram abordadas as questões relacionadas com acessibilidades rodoviárias, ferrovia, aeroporto de Beja e telecomunicações (fibra ótica e 5G).

Foi realizado o ponto de situação do concurso público internacional para reabilitação do traçado do IP8 entre a rotunda da Malhada Velha e Ferreira do Alentejo – procedimento lançado no mês de maio (1.ª fase). Foi ainda dado conhecimento que a 2.ª fase, entre Ferreira do Alentejo e Beja, será lançado o respetivo procedimento durante este mês de junho. Esta reabilitação permitirá que a via fique com formato de IP, com bermas asfaltadas e faixas de “lentos” em alguns pontos do traçado. No que respeita ao restante traçado do IP8, está a ser estudada a possibilidade de acesso a financiamento no âmbito deste período de programação de fundos comunitários, nomeadamente como ligação transfronteiriça.

Foi manifestada, pelos autarcas presentes, a discordância da opção da ligação ao litoral, Relvas Verdes – Grândola Norte, ao invés do preconizado no Plano Rodoviário Nacional e cujo traçado já estava em construção, nomeadamente com expropriações, terraplanagens e algumas obras de arte já efetuadas, cujo traçado liga Relvas Verdes a Grândola Sul, coincidindo a ligação à A2, com o nó da A26/IP8 e o acesso facilitado ao Baixo Alentejo.

O Ministro informou também que está a ser trabalhada uma solução de financiamento através do BEI, com acesso aos municípios para obras de manutenção nas vias anteriormente responsabilidade das Infraestruturas de Portugal, IP, entretanto classificadas como estradas municipais, assim como as respetivas obras de arte.

Relativamente à ferrovia, está garantida a intervenção de eletrificação e modernização da linha entre Beja e Casa Branca, com financiamento garantido no Alentejo 2030, ficando asseguradas velocidades de circulação até 200 km/h e ligação direta entre Beja e Lisboa. No que respeita à ligação ao Aeroporto de Beja, estão a ser efetuados os estudos de viabilidade e estudos técnicos.

Irão ainda ser desenvolvidos os estudos técnicos para a reabertura da Linha do Alentejo entre Beja e Ourique-Gare.

O Aeroporto de Beja tem sido objeto de reuniões com investidores internacionais, potenciando o desenvolvimento da vertente carga. Também as potenciais sinergias com o Porto de Sines, assim como novas perspetivas de utilização deste porto de águas profundas nos setores agro-industriais e pecuário, poderão proporcionar maior utilização deste equipamento.

Finalmente, nas comunicações, os autarcas foram informados que está apenas a aguardar autorização formal, por parte da Comissão Europeia, o concurso internacional para “supressão” de áreas brancas na rede de fibra ótica. Espera-se que este seja lançado no início do quarto trimestre. No que concerne à rede móvel 5G, o sinal deverá chegar a muito mais pontos do território, de acordo com as obrigações decorrentes da concessão, a que os operadores se obrigaram.

Populares