21.5 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Junho 17, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Alerta Alentejo: Beja poderá aquecer até 4ºC devido a alterações climáticas

 

A organização ambientalista zero identificou hoje, as principais consequências das alterações climáticas em Portugal, que refere entre os dados avaliados, que Beja poderá contar com um aumento global de temperatura de 1,5°C, sendo que a temperatura no verão aumentará 2,2ºC. Num cenário de aumento de 2,0°C, o aumento será de 3,0°C”, num dos cenários socioeconómicos mais críticos em termos de emissões (SSP5)”. Considera ainda que no caso de um aumento global poderá subir 3,0 ou 4,0 graus Celsius, ou seja, o aumento da temperatura será de 4,4°C e 5,6°rspetivamente.

Isto é, a temperatura no verão subirá sempre e bem acima do eventual aumento global.  Segundo a Zero, Beja, poderá contar com uma redução da precipitação total anual que” será de 10,7%, 16,4%, 20,4% ou mesmo de 27,3% se o aumento global de temperatura for de 1,5, 2,0, 3,0 ou 4,0 graus Celsius, respetivamente”.

 

Segundo a Zero, isto é  um alerta para Portugal, “que é dos países europeus com maior vulnerabilidade às alterações climáticas, devido às suas características geográficas”.

Este problema deve converter-se numa prioridade nacional, aconselhou hoje a organização ambientalista ZERO — Associação Sistema Terrestre Sustentável.

Segundo a associação,  “A situação de Portugal é agravada pela exposição a eventos meteorológicos extremos, como ondas de calor conjugadas com secas associadas a condições de enorme redução da humidade e à subida do nível do mar (fatores que causam potenciais cheias e galgamentos costeiros)”.

Este Alerta da Zero surge após a divulgação de um relatório pelas Nações Unidas descrito por António Guterres como um “alerta vermelho para a humanidade”, tal como a rádio campanário(RC) tinha noticiado,

O mundo vai aquecer mais 1.5ºC nas próximas duas décadas, mais cedo do que o previsto, 10 anos antes do que tinha sido projetado anteriormente.

 
 

Populares