13.3 C
Vila Viçosa
Sábado, Maio 25, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Alto Alentejo é a sub-região que regista o menor preço mediano de venda de alojamentos familiares

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou hoje o relatório das Estatísticas de Preços da Habitação ao nível local que verifica o aumento do preço das casas em 7,6% em todo o país, no terceiro trimestre de 2020 quando comparado com o mesmo período de 2019.

“No 3.º trimestre de 2020 (últimos 3 meses), o preço mediano de alojamentos familiares em Portugal foi 1.168 €/m2 . Este valor representa uma redução face ao 2.º trimestre (-1,6%) mas um aumento relativamente ao 3.º trimestre de 2019 (+7,6%)”, lê-se no relatório do INE.

Segundo dados do INE, entre as 25 NUTS (Nomenclatura das Unidades Territoriais para Fins Estatísticos) III do país, o Alto Alentejo destaca-se, “com o maior crescimento homólogo (+41,1%)”, e que, “também é a sub-região que registou o menor preço mediano de venda de alojamentos familiares (450 €/m2)”.

No terceiro trimestre, a nível nacional, a evolução da taxa de variação homóloga dos preços da habitação, “de 9,4% para 7,6%, evidencia a desaceleração do ritmo de crescimento dos preços da habitação, tal como no trimestre anterior”, de acordo com o INE.

É de notar que o Instituto demarca ainda 12 sub-regiões que registaram uma desaceleração mais forte para todo o país, onde se incluem o Alentejo Litoral e o Alentejo Central.

Já nos 12 meses terminados em outubro, “o preço mediano de alojamentos familiares em Portugal foi 1.160 €/m2, aumentando +2,0% relativamente ao trimestre anterior e +10,1% relativamente ao trimestre homólogo”.

Poderá ver o relatório na íntegra aqui.

(Fonte: INE)

 

Populares