8.7 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

App portuguesa e Universidade de Évora juntam-se para ajudar empresas no recurso ao crédito

A Universidade de Évora estabeleceu uma parceria com a Rauva, a primeira super-app portuguesa para negócios destinada ás PMEs.

A parceria pretende reforçar o desenvolvimento do primeiro sistema de pontuação de crédito em Portugal com recurso a metodologias de quantum machine learning, com o objetivo de explorar o poder transformador da tecnologia quântica para o setor financeiro.

Através deste método, pretende-se fornecer pontuações de crédito mais precisas com maior rapidez e expandindo as oportunidades de crédito para empresas normalmente ignoradas pelas avaliações padrão, a Rauva pretende tornar o empreendedorismo facilmente acessível a todos.

Em nota enviada à nossa redação, Jon Fath, cofundador e CEO da Rauva, explica que a escolha da academia alentejana acontece ” pela sua reputação e historial de investigação, particularmente nos campos do machine learning e de ciências de computação. A dedicação da instituição a estes domínios coincide com os objetivos estratégicos da Rauva em explorar e expandir as fronteiras da tecnologia quântica. Sendo uma universidade localizada numa região que tem apostado na promoção da competitividade económica, nomeadamente através de projetos como o Programa Regional Alentejo 2030, complementa o nosso compromisso com o impulso à inovação e empreendedorismo, nomeadamente em territórios mais neglicenciados”.

Já Paulo Quaresma, Vice-Reitor da Universudade de Évora, destaca que esta colaboração com a Rauva, “”Esta colaboração com a Rauva “é um excelente exemplo de uma iniciativa que se enquadra na estratégia da Universidade de Évora em apostar em parcerias com empresas inovadoras e de elevado potencial. O desafio que nos foi lançado representa, por um lado, o reconhecimento das competências existentes na Universidade e, por outro lado, a possibilidade de se desenvolverem e avaliarem, em domínios concretos, abordagens inovadoras e além do atual estado da arte. É de realçar, ainda, a importância da existência na Universidade de Évora de um supercomputador vocacionado para inteligência artificial e machine learning, que irá permitir a implementação de um simulador quântico de última geração”.

Populares