13.2 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Junho 20, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Aquisição do Grupo Queijos Santiago pela Lactogal aprovada, inclui os queijos de Nisa.

A Autoridade da Concorrência (AdC) aprovou a aquisição do Grupo Queijos de Santiago pela Lactogal, empresa que detém marcas como Mimosa, Castelões, Agros, Gresso, Matinal, Vigor, Primor e Milhafre dos Açores.

Em comunicado, o regulador informou que o conselho de administração decidiu “não se opor à operação de concentração”, considerando que esta não criará entraves significativos à concorrência no mercado nacional ou numa parte substancial do mesmo.

A Lactogal, ao anunciar a aquisição há cerca de dois meses, destacou que a compra do grupo sediado na Malveira representa “um passo muito importante” na sua estratégia para a categoria de queijos, incluindo os renomados Queijos de Nisa.

Fundada em 1996, a Lactogal nasceu da união de três cooperativas: Agros – União de Cooperativas de Produtores de Leite, Proleite – Cooperativa Agrícola de Produtores de Leite, e Lacticoop – União de Cooperativas de entre Douro e Mondego. A empresa possui atualmente sete fábricas na Península Ibérica e encerrou 2023 com um volume de negócios de 825 milhões de euros, empregando 1.550 trabalhadores.

A Queijos Santiago, fundada em 1918 em Castelo Branco, conta com mais de 100 anos de história na produção de queijos nacionais, utilizando leite 100% português. Em 2023, a empresa registou uma faturação de 63 milhões de euros e empregava 278 funcionários.

Os Queijos de Nisa, um dos produtos mais emblemáticos do Grupo Queijos de Santiago, são apreciados pela sua qualidade e tradição. Esta aquisição pela Lactogal promete reforçar a produção e a distribuição destes queijos, preservando a sua identidade e características únicas, enquanto expande a sua presença no mercado nacional e internacional.

Populares