12.6 C
Vila Viçosa
Domingo, Junho 16, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Autarcas exigem à IP reposição da circulação de comboios de passageiros entre Alcácer do Sal e Sines!

ADN

Dirigentes da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL) reuniram-se com os presidentes da Infraestruturas de Portugal (IP) e da CP – Comboios de Portugal para tratar de questões relativas à melhoria da rede rodoviária da região e da reintrodução de comboios regionais entre Alcácer do Sal e Sines.

 

O encontro com o Presidente da CP, Pedro Moreira, serviu essencialmente para os autarcas reforçarem a exigência de ser reposta a circulação de comboios regionais de passageiros entre Alcácer do Sal e Sines, reforçando a ligação entre a Área Metropolitana de Lisboa e o Alentejo Litoral, onde os investimentos previstos implicam a captação de elevada mão de obra e a consequente necessidade de deslocação.

Além da reabertura das estações, todas elas encerradas no troço da Linha do Sul entre Alcácer do Sal e Ermidas-Sado e no ramal Ermidas-Sado-Sines, a reposição do tráfego de passageiros até Sines implica a construção de uma nova estação nesta cidade.

De acordo com a nota enviada à nossa redação, os encontros de trabalho realizaram-se na quarta-feira, nas sedes das duas empresas públicas. A CIMAL esteve representada pelo seu presidente, Vítor Proença, que também lidera o Município de Alcácer do Sal, e pelos presidentes dos Municípios de Grândola, António Figueira Mendes, de Santiago do Cacém, Álvaro Bejinha, e Sines, Nuno Mascarenhas, e pelo vice-presidente da Câmara de Odemira, Ricardo Cardoso.

Na reunião com o presidente da IP, Miguel Cruz, os autarcas conheceram em detalhe o que já havia sido anunciado no anterior encontro com o então Ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos: as obras de alargamento da via IC33/A26 para perfil de autoestrada (com quatro faixas) no troço entre as Relvas Verdes e o Roncão vão ser iniciadas até junho, enquanto o concurso referente ao restante percurso daquela via rápida, entre o Roncão e a Autoestrada A2 (Grândola-Norte), deverá realizar-se no início de 2024.

Foi também confirmado pelo líder da IP que se irão realizar as obras de reabilitação da estrada IC1 entre Alcácer do Sal e Palma, cujo mau estado tem vindo insistentemente a ser denunciado pelo Município alcacerense e pelos muitos utilizadores daquela via que liga o sul do país à região de Lisboa.

O presidente da Câmara de Santiago do Cacém aproveitou a ocasião para exigir ao Presidente da IP a suspensão das obras de construção da passagem desnivelada sobre a Linha do Sul na Estrada Nacional 121, junto a S. Bartolomeu da Serra, enquanto não existirem alternativas seguras para a circulação automóvel naquela via, que liga a sede do concelho a Ermidas-Sado.

Também o vice-presidente do Município de Odemira chamou à atenção para a necessidade da IP dar mais atenção e investir na manutenção da extensa rede viária daquele que é o maior concelho do país.

O Presidente da CP manifestou disponibilidade para aceder à reivindicação antiga dos autarcas, fazendo depender a sua concretização da reabertura das estações e da construção do novo terminal de passageiros em Sines (tarefa a cargo da IP), bem como da disponibilidade de material circulante.

A CIMAL continuará a insistir nas reivindicações tanto da melhoria das condições de circulação rodoviárias como da reposição do transporte ferroviário de passageiros entre as diferentes localidades do Alentejo Litoral servidas por via férrea.

 

Populares