22.6 C
Vila Viçosa
Domingo, Junho 23, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Bairros Saudáveis prestam contas esta terça-feira na CCDR Alentejo em Évora

Divulgar os resultados nacionais da execução física do Programa Bairros Saudáveis, dar a conhecer 6 dos 43 projetos realizados no Alentejo e Algarve e partilhar experiências com representantes desses projetos, é o objetivo da sessão da sessão “Bairros Saudáveis prestam contas”, que se vai realizar no próximo dia 27 de junho pelas 15 horas no Auditório da CCDR Alentejo em Évora.

Na 3ª sessão pública de apresentação de resultados nacionais do Programa Bairros Saudáveis, que conta com a presença do Secretário de Estado do Ambiente, Hugo Pires, para além da apresentação dos resultados nacionais da execução física de 240 projetos, haverá testemunhos ao vivo de 3 projetos do Alentejo e 3 projetos do Algarve, uma miscelânea de contributos de todos os projetos destas duas áreas regionais e uma avaliação preliminar do Programa, segundo a perspetiva dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

O Programa que foi criado em junho de 2020, com 10M€ de orçamento, em pleno surto pandémico da 1ª vaga da COVID foi dirigido a projetos locais de melhoria das condições de vida e qualidade de vida de comunidades e territórios especialmente vulneráveis.

Podiam candidatar-se parcerias locais, promovidas por associações, organizações de moradores, coletividades, organizações não governamentais, IPSS, cooperativas, fundações ou outras entidades da economia social.

Cada projeto podia receber no máximo 50 000 euros e podia intervir nas áreas da saúde, da economia, do apoio social, do ambiente ou de pequenas obras em habitações, equipamentos e espaços públicos.

Apesar do concurso público se te r realizado entre novembro e dezembro de 2020, no auge da segunda e mais mortífera vaga da pandemia, foram apresentadas 774 candidaturas, das quais o júri selecionou as 246 mais pontuadas.

Dos projetos apresentados cerca de 98% (240 projetos) prosseguiram e chegaram ao fim em outubro de 2022, tendo envolvido 1180 entidades, das quais 566 associações e entidades privadas não lucrativas do setor solidário, 380 entidades públicas e 234 entidades informais voluntárias. Algumas destas entidades participaram em mais de um projeto.

 

Populares