23.2 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Maio 22, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Banco Alimentar Contra a Fome:“Há cada vez mais pedidos de ajuda;apelamos à generosidade dos Alentejanos ” diz Tiago Appleton, Évora(c/som)

Sob o mote “A sua ajuda pode ser o que falta à mesa de uma família” decorre este fim de semana mais uma campanha do Banco Alimentar contra a fome , campanha esta que se realiza a nível nacional e também no Distrito de Évora.

As Campanhas de recolha de alimentos realizam-se duas vezes por ano, habitualmente nos últimos fins de semana de Maio e de Novembro, e têm três componentes:

Este fim de semana decorre a Campanha Saco e a Rádio campanário falou com Tiago Appleton, responsável pelo Banco Alimentar contra a fome de Évora, que nos falou sobre as expetativas para a campanha deste ano.

Tiago Appleton começou por nos referir “ a campanha vai acontecer nos dias 2 e 3 de dezembro em todas as lojas do Alentejo, supermercados, pequenas mercearias e outras, onde estarão voluntários para recolher os produtos.”

Os bens serão posteriormente distribuídos pelas 84 Instituições do Distrito.

O responsável pelo Banco Alimentar contra a Fome de Évora congratula-se pelo facto de “este ano ser possível fazer campanha em todos os concelhos do Distrito de Évora.”

No que diz respeito às expetativas, o responsável espera que este ano “se consiga ultrapassar as 36 toneladas recolhidas o ano passado” sublinhando ainda que “apesar das dificuldades existentes, os Portugueses são muito generosos e é nos momentos mais difíceis que eles se superam.”

Contamos que esta campanha seja muito boa e contamos sempre com a generosidade dos alentejanos e dos portugueses em geral” ainda que existam algumas restrições este ano, uma vez que se trata de um fim de semana prolongado o que dificulta a disponibilidade de voluntários e obrigou a que a campanha tivesse que começar a ser preparada mais cedo.

Neste momento, o Banco Alimentar de Évora está vazio mas para Tiago Appleton “é isso que se pretende pois o que queremos é receber os produtos e entregá-los rapidamente ás famílias, esse é o objetivo.”

O Banco Alimentar contra a Fome de Évora continua a sentir uma forte pressão por parte das Instituições tal como explica o responsável “há mais famílias a pedir ajuda e as que já recebiam pouco, precisam agora de receber mais” frisando que “há pedidos dramáticos, havendo também um aumento das Instituições a pedir ajuda ao Banco Alimentar contra a Fome de Évora.

Populares