18.2 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Junho 18, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Bullying é para fracos”: Operação da PSP arranca esta segunda-feira!

A Polícia de Segurança Pública (PSP) inicia hoje a operação Bullying é para fracos”, na sua área de responsabilidade em Portugal Continental e na totalidade das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores.

Esta operação decorre até dia 20 de outubro, data em que se assinala o Dia Mundial do Combate ao Bullying e abrange os estabelecimentos de ensino do 1.º ao 3.º ciclos e ensino secundário, envolvendo crianças e jovens dos 6 aos 17/18 anos de idade.

Durante o período da operação a PSP irá promover, não só ações de sensibilização sobre a temática do bullying e cyberbullying – direcionadas para alunos, pais/encarregados de educação, professores e auxiliares – mas também levará a cabo uma campanha de sensibilização nas redes sociais com partilha de conteúdos que incidem, essencialmente, na prevenção deste fenómeno e na forma como as pessoas podem auxiliar as vítimas deste tipo de crime e o próprio agressor (QR Code em anexo).

Bullying é um anglicanismo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por uma ou mais pessoas no contexto de uma relação desigual de poder, causando dor e angústia na(s) vítima(s). Muitas crianças e jovens têm de lidar diariamente com este problema suscetível de interferir, de forma negativa e com grande impacto, no seu crescimento físico, emocional e psicológico.

Associado ao crescente recurso às novas tecnologias, e numa fase cada vez mais precoce da vida das crianças e jovens, nomeadamente das redes sociais, o bullying tem assumido novos contornos, deixando de lado a vertente física da provocação, ameaça, intimidação e agressão e dando origem à vertente virtual, o cyberbullying.

Este tipo de vitimização poderá ocorrer durante bastante tempo até ser notado e/ou denunciado, uma vez que é passível de ocorrer de forma dissimulada ou ser desvalorizada. Tendo em conta que contribui de forma significativa para a degradação do sentimento de segurança, especialmente entre a comunidade escolar, este fenómeno merece especial atenção por parte da PSP, razão pela qual constitui uma das nossas prioridades no âmbito da prevenção criminal.

Esta operação tem por objetivos:

i.       Aumentar o conhecimento sobre este fenómeno, capacitando a deteção precoce;

ii.      Fazer crescer o sentimento de intolerância e de rejeição para com as práticas de bullying;

iii.     Incrementar a confiança nas capacidades da PSP, e dos demais parceiros neste contexto, para intervir e lidar eficazmente com o problema;

iv.    Alavancar a atenção dos pais, educadores e outras testemunhas, aumentando a confiança na denúncia aos Polícias da Escola Segura como forma de desencadear a resolução desta problemática.

Nos últimos 10 anos letivos a PSP realizou 33 161 ações de sensibilização sobre bullying e cyberbullying, nas quais participaram 701 400 alunos, professores, assistentes operacionais e pais/encarregados de educação.

Só no último ano letivo foram realizadas mais de 6 200 ações que contaram com 120 394 participantes da comunidade escolar.

Das 2 708 ocorrências criminais registadas pelas Equipas de Proximidade da Escola Segura (EPES) no último ano letivo, 138 estão relacionadas com situações de bullying (5,1% das ocorrências) e 38 estão relacionadas com situações de cyberbullying (1,4% das ocorrências).

Populares