15.9 C
Vila Viçosa
Sábado, Maio 18, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Cirurgias adiadas nos hospitais do Alentejo devido a greve dos enfermeiros

Os enfermeiros do serviço nacional de saúde estão em greve desde o início do turno da manhã desta quinta-feira (22 de março), até à meia-noite de sexta-feira (23 de março), reivindicando a contratação de mais profissionais, os baixos salários e o descongelamento de carreiras.

Segundo fonte do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), a adesão à greve, até ao momento, levou ao cancelamento de cirurgias programadas em vários hospitais da região (Évora, Portalegre, Beja e litoral alentejano).

No Hospital de Évora (HESE), a adesão rondou os 65%, sendo que chegou aos 100% em serviços como as Urgências, Psiquiatria, Sangue, Unidade de Cuidados Intensivos e Ortopedia.

Segundo a mesma fonte, estão a ser realizadas apenas cirurgias de urgência, tendo sido adiadas as cirurgias programadas.

Contactado o Hospital de Évora, representante da entidade não se demonstrou disponível para prestar quaisquer declarações relativamente ao assunto.

No distrito de Portalegre, não sendo ainda conhecidos dados relativos ao Hospital Doutor José Maria Grande, a adesão à greve no Hospital Espírito Santo, de Elvas foi de cerca de 35%.

Em Beja, no Hospital José Joaquim Fernandes, a adesão à greve foi de cerca de 58%, tendo afetado vários serviços, tendo sido fechada uma das duas salas de cirurgia.

No Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, a adesão ao protesto é superior a 85%, tendo levado ao adiamento de 4 cirurgias no Bloco Central, e de 12 cirurgias oftalmológicas no Ambulatório.

 

Populares