32.9 C
Vila Viçosa
Terça-feira, Julho 23, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Construções novas para habitação familiar crescem no Alentejo

No 1º trimestre de 2024, foram licenciados 5,7 mil edifícios, o que representa uma diminuição de 11,3% em
comparação com o 1º trimestre de 2023.

Os dados foram revelados pelo INE-Instituto Nacional de Estatística. Os edifícios licenciados para construções novas decresceram 15,1% enquanto os edifícios concluídos aumentaram 4,5% face ao 1º trimestre de 2023.

De acordo com o INE, no segmento de habitação familiar, os fogos licenciados em construções novas decresceram 20,3% no 1º trimestre de 2024 enquanto os fogos concluídos aumentaram 9,5% face a 2023.

É aliás neste segmento que a Região Alentejo se destaca. Segundo os dados revelados pelo INE, o Alentejo e o Oeste e Vale do Tejo são as únicas regiões que apresentaram variações positivas neste indicador. No que diz respeito ao Alentejo, a região registou um crescimento de 51,9%, crescimento este representativo da procura da região para a fixação das famílias que escolhem o Alentejo como “casa”.

A Região Alentejo volta a destacar-se positivamente no que diz respeito à área total licenciada, comparativamente aos dados disponíveis de 2023. De acordo com o INE, apesar de se ter verificado uma diminuição de 20,5% na área total licenciada, o Alentejo e o Oeste e Vale do Tejo foram as únicas regiões a registar crescimento neste indicador, com aumentos de 40,6% e 22,3%.


Populares