11.5 C
Vila Viçosa
Sábado, Junho 15, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Crianças do concelho de Alandroal poderão deixar de ter aulas em contentores já em Abril (c/som)

As crianças do concelho de Alandroal que se encontram neste momento a ter aulas em contentores poderão deixar de o fazer já no próximo mês de Abril.

A obra da antiga escola primária de Terena, já se encontra na fase de acabamentos finais, e vai dar origem ao Polo Escolar.

Em declarações à Rádio Campanário a presidente da Câmara Municipal de Alandroal, Mariana Chilra, assegura que conseguiram “finalmente que aquela obra estivesse a chegar ao fim, está na fase final, faltam trabalhos de pintura (…) e o que está previsto é que a obra seja entregue na primeira semana de Abril e em seguida será disponibilizada para que as crianças possam beneficiar dela depois de terem estado nas Hortinhas. Creio que é com grande agrado para todos que vamos abrir o Polo Escolar de Terena e dar melhores condições às nossas crianças da pré-primária e do 1º Ciclo”.

Questionada se o Polo Escolar de Terena venha a receber as crianças ainda durante o mês de Abril, a autarca afirma que se prevê que a abertura aconteça “logo que a obra esteja concluída e seja feita a mudança de escola, nessa altura com certeza a escola e os pais serão avisados para que as crianças passem para o novo Polo Escolar”.

Instada, refere que a obra não foi financiada até ao momento, “foram feitas duas candidaturas, uma delas sem haver ainda o parecer favorável por parte da DGEST que é necessário para a candidatura e sem a aprovação da Carta Educativa, e agora foi apresentada no dia 15 de Março, uma nova candidatura, já no quadro do Portugal 2020 que se crê tenha todas as condições para poder vir a ser aprovada e é uma ajuda enorme, esta candidatura, para que a câmara possa ajudar a pagar aquela obra”.

Salienta que a obra “está praticamente pronta neste momento (…) com fundos da câmara, apesar das dificuldades que temos, mas à medida que os trabalhos têm avançado, a câmara tem vindo a pagá-los e só por isso é que a obra tem estado a avançar”.

Diz ainda que se prevê que a candidatura venha “a ser apreciada e aprovada nesta primeira fase do Portugal 2020”.

No que concerne à DGEST, lembra que foi emitido entretanto “um parecer favorável em 2014 e a Carta Educativa também está aprovada e portanto estão reunidas toda as condições para que esta candidatura possa ser aprovada (…)”.

Conclui dizendo, “pelas notícias que temos, nesta primeira fase ainda muito poucas câmaras se candidataram e a candidatura de Alandroal será uma das primeiras a ser aprovada”.

De salientar que o equipamento tem um custo de 298.500,00, tendo sido apresentada a candidatura a Fundos Comunitários no âmbito do Portugal 2020, no passado dia 15 de Março de 2016, aguardando agora a decisão sobre a sua aprovação.

Populares