13.2 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Junho 13, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Cruz Vermelha retoma obras de residência em Beja, interrompidas por falta de financiamento

A residência da Cruz Vermelha, em Beja, representa um investimento superior a 1 milhão de euros. A obra interrompida em fevereiro do presente ano, por falta de financiamento, será retomada no início de 2018.

A residência terá capacidade para 60 utentes do lar de 3ª idade e para apoio domiciliário a outros 50 utentes, sendo instalada no antigo edifício da ESTIG (Escola Superior de Gestão Tecnológica) do Instituto Politécnico de Beja.

A Cruz Vermelha e a Infraestruturas de Portugal (empresa detentora do edifício), assinaram protocolo que prevê o arrendamento durante 25 anos, em 2012.

Desde então, já foram investidos 500 mil euros nas obras de conversão do espaço em residência, contudo, a falta de financiamento para a segunda parte da obra, obrigou à sua interrupção no início de 2017.

As obras serão agora retomadas no início de 2018, com um financiamento garantido de 600 mil euros.

A residência em construção, visa abarcar os serviços prestados nas Casas de Repouso e Serviço de Apoio Domiciliário, a funcionar no Centro Histórico de Beja, e que encerrarão com a abertura deste novo espaço.

Populares