25.4 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Maio 30, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Elvas: Projetos de apoio a vítimas de violência doméstica analisados

O presidente da Câmara Municipal de Elvas, comendador José Rondão Almeida, recebeu esta sexta-feira, no salão nobre dos Paços do Concelho, a Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro.

A visita da governante esteve inserida num périplo pelo distrito, com o objetivo de conhecer as respostas proporcionadas em matéria de violência doméstica.

Estiveram também presentes a vice-presidente do Município, Anabela Cartas; o vereador Cláudio Monteiro; o diretor de Operações da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), Ricardo Garcia; a diretora do Centro Humanitário de Elvas da CVP, Isabel Mascarenhas, e técnicos da Autarquia, assim como os responsáveis pelas estruturas de atendimento às vítimas de violência doméstica.

Nesta passagem por Elvas, depois de uma sessão de trabalho, a secretária de Estado anunciou que vai ser instalada no distrito uma estrutura de acolhimento de emergência para vítimas de violência doméstica.

A Câmara Municipal de Elvas mostrou-se disponível para colaborar neste projeto, assegurando a continuidade do apoio ao Gabinete de Apoio às Vítimas, assim como à Resposta Apoio Psicológico.

Elvas conta, desde 2017 com um Gabinete de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica, inserido no protocolo para a Territorialização da Rede Nacional de Apoio às Vitimas de Violência Doméstica, e, desde agosto deste ano, com a RAP – Resposta de Apoio Psicológico a crianças e jovens, que a nível nacional são coordenados pela Cruz Vermelha Portuguesa.

O Gabinete de Apoio à Vítima, que presta serviços de apoio aos cidadãos vítimas de crime e às suas famílias, nas suas comunidades, está a funcionar numa sala dos Paços do Concelho, e é objetivo encontrar novas instalações para poder proporcionar melhores condições para este atendimento e dar uma melhor resposta às vítimas de crimes.

Mais recentemente o Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica  implementou em Elvas o projeto “Bem Me Quer”, no âmbito do apoio psicológico para crianças e jovens vítimas de violência doméstica, que desde logo o Município de Elvas abraçou, cedendo nas nossas instalações uma sala para atendimento.

O objetivo passa por dotar estas vítimas mais vulneráveis de ferramentas psicoeducativas e de competências psicossociais, por forma a garantir o seu bem-estar e, acima de tudo, a sua segurança. Para além de informar, proteger e esclarecer as vítimas mais jovens, conferindo um apoio psicológico, ao mesmo tempo que promove a articulação multidisciplinar e multissectorial.

Fotos/fonte: CM Elvas

Populares