18.7 C
Vila Viçosa
Quinta-feira, Junho 20, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Está prevista a abertura de 10 novas turmas para este ano letivo”, diz Isabel Raposo vereadora da CM de Odemira! (c/som)

O Agrupamento de Escola (AE) de São Teotónio, no concelho de Odemira, vai contar com mais 10 salas de aula para o primeiro ciclo no ano letivo 2023/24, devido ao aumento de alunos, sobretudo estrangeiros.

Numa entrevista exclusiva com a Vereadora responsável pelo pelouro da educação em Odemira, Isabel Palma Raposo, foram referidos os recentes desenvolvimentos no agrupamento escolar local, que se está a prepar para enfrentar um aumento significativo no número de alunos no próximo ano letivo.

Em uma entrevista com Isabel Palma Raposo, Vereadora encarregada do pelouro da educação em Odemira, foi revelado que o agrupamento escolar local se está a preparar para enfrentar um desafio educacional único no próximo ano letivo. Com um aumento surpreendente no número de alunos matriculados, 10 novas salas de aula serão adicionadas, de forma a procurar acomodar este influxo inesperado de estudantes.

Segundo Isabel Palma Raposo, “fomos informados pelo agrupamento de escolas de São Teotónio que, dado o aumento significativo dos alunos, nesta fase de matrículas, estava prevista a abertura de 10 novas turmas, o que implicaria 10 novas salas. Na verdade, concretizou-se em 8 novas salas de aula.”

Para lidar com este aumento repentino, uma série de medidas estratégicas foram tomadas. “Nós vamos reativar o 1º ciclo no Cavaleiro e no Brejão, vamos reativar a antiga escola EB1 de São Teotónio com as suas 5 salas para dar apoio ao 2º e 3º ciclo, e também mais uma sala nova no Jardim de Infância de São Teotónio”, explicou a Vereadora.

O aumento da população local é um fator chave nesta tendência. “A população de Odemira tem aumentado, em termos percentuais foi a população que mais aumentou em Portugal Continental”, afirmou Isabel. Este crescimento populacional é atribuído não apenas à imigração, mas também a reagrupamentos familiares. “Temos verificado reagrupamentos familiares nos últimos meses, o que levou a um aumento muito significativo de alunos de um ano letivo para o outro.”

O impacto desta situação no sistema educacional é significativo, mas a Vereadora vê aspectos positivos. “O facto de termos de abrir outras escolas, em alguns casos até vai ser benéfico, por exemplo, a escola do Brejão terá essencialmente crianças que moram no Brejão, no Cavaleiro é a mesma coisa, portanto nesse sentido até é uma proximidade no que toca ao local de residência.”

No entanto, a redistribuição de turmas também trará desafios. “Em São Teotónio é que é a situação dos 2º e 3º ciclos, aí é que efetivamente vai haver uma divisão, portanto, vai haver algumas turmas que vão deixar de ter aulas na escola sede e terão de ir para a escola de Centenário, que é um edifício ali ao lado, mas não fica no espaço do recinto escolar”, explicou.

Quanto ao financiamento destas mudanças, a Vereadora esclareceu: “Este por agora não é um projeto co-financiado, nós estamos a falar de pequenas obras, pois estas escolas estavam a trabalhar até há pouco tempo, teremos de fazer um investimento em material para poder funcionar as escolas, mas estamos a falar de algo pequeno.”

Populares