32.6 C
Vila Viçosa
Quarta-feira, Julho 24, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Estamos a repor tudo o que é possível e a reativar todas as situações”, diz Manuel Condenado numa altura em que é lançado o concurso “Vila Viçosa, Concelho Florido (c/som)

Com o objetivo de preservar a identidade cultural do concelho de Vila Viçosa, a Câmara Municipal decidiu retomar o concurso “Vila Viçosa, Concelho Florido”, para o ano de 2016.

O concurso tem ainda como intenção, embelezar com flores as ruas, as portas, as janelas, varandas e sacadas dos prédios, a fim de reabilitar a memória coletiva e um suporte do seu quadro de referências e de valores, de como foi Vila Viçosa há muitos anos atrás.

À Rádio Campanário, o presidente da edilidade calipolense, Manuel Condenado, referiu que o concurso foi lançado há cerca de 10 anos, “no mandato anterior da CDU”, agora a intenção é retomar a iniciativa “depois de arrumar a casa e de criar as condições, agora estamos a repor tudo o que é possível e reativar todas as situações”.

Manuel Condenado salienta que “é um concurso muito interessante (…) e aqui está a possibilidade de todos se candidatarem ao Prédio mais florido e Rua mais florida, tem duas vertentes (…)”, acrescentando, que tanto as ruas como as portas, janelas ou sacadas terão que estar floridas de 1 de maio a 15 de setembro.

O autarca realça que os interessados em concorrer terão que apresentar a candidatura junto da Câmara Municipal de Vila Viçosa, “existe uma ficha que terá que ser apresentada até 31 de março de 2016, uma coisa muito simples onde os proponentes deverão mencionar a categoria a que se candidatam”.

Avança ainda que este ano, pela primeira vez, existem prémios monetários para os três primeiros classificados nos valores de 500,00€, 300,00€ e 150,00€, tanto para a Rua mais Florida como para o Prédio mais florido, “antes era só uma placa, umas menções honrosas e este ano é mais aliciante”.

A concluir diz que “é um esforço financeiro para a Câmara Municipal de Vila Viçosa, na aquisição dos materiais, das plantas, das flores, dos vasos, vão ser uns milhares de euros (…) mas que haja centenas de prédios e ruas floridas para que nós, que estamos aqui diariamente, seja um prazer para os nossos olhos e olfato e para quem nos visita que fique maravilhado com a nossa linda vila”.

 

 

Populares