17.6 C
Vila Viçosa
Sábado, Abril 20, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

“Estamos a valorizar o património cultural do Alandroal para atrair visitantes e promover o desenvolvimento deste território” Diz; Ministra Ana Abrunhosa.

A Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, visitou hoje o concelho de Alandroal no âmbito do acompanhamento das obras em execução e outras em perspetivas, nomeadamente em Terena e a biblioteca de Alandroal.

Na visita, estiveram presentes o Presidente da Câmara de Alandroal, Dr. João Grilo, juntamente com todo o executivo, e o Presidente da CCDRA, Dr. Ceia da Silva. A Rádio Campanário marcou presença e falou com a Ministra Ana Abrunhosa sobre os objetivos desta visita.

Esta visita ao concelho de Alandroal tem como objetivo principal verificar o andamento dos projetos financiados pelo Alentejo 2020 e discutir novas possibilidades de financiamento. Sobre estes temas a Ministra adiantou-nos:

(…)” esta visita ao concelho de Alandroal tem como objetivo principal verificar o progresso dos projetos atualmente em execução e também planear novos projetos para a região. Estas visitas fazem parte de uma série que estamos a realizar em todo o país. Já passei dois dias no Algarve e hoje estou aqui no Alandroal, com grande satisfação, acompanhada pelo senhor Presidente, e da sua equipa e a CCDRA.

O objetivo principal é avaliar os projetos financiados pelo Alentejo 2020 e pressionar um pouco sobre a sua conclusão, bem como explorar a possibilidade de financiar outros projetos valiosos neste concelho.

Um desses projetos é de natureza cultural, e o outro envolve a conclusão da antiga biblioteca. Vamos realizar uma reunião de trabalho para discutir estes projetos.

“É importante notar que o Portugal 2020 termina em 31 de dezembro de 2023, portanto, é crucial acompanhar de perto o status dos projetos com financiamento já aprovado. Além disso, estamos a analisar as perspetivas de financiamento para projetos futuros no próximo quadro comunitário, especialmente na área do patrimônio cultural e natural, para promover o desenvolvimento deste belo território.”

Populares