13.2 C
Vila Viçosa
Sexta-feira, Junho 21, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Francisco Mateus – Pres. da CVRA – “É na exportação que vamos conseguir fazer crescer a região”

Em 2023, as exportações de vinhos Alentejanos atingiram 73,2 milhões de euros até ao passado mês de Novembro. Foi no entanto, um valor recorde. 
Francisco Mateus – Presidente da CVRA – quando questionado sobre a inflação está a impactar a cadeia de produção do vinho do Alentejo, responde que a mesma tem sido bastante penalizadora para a produção de uvas e para a produção do comércio de vinho. Alega que a inflação está a trazer aumentos brutais, já não falando da dificuldade – mesmo com preços elevados – em conseguir ter acesso a determinadas matérias-primas, sendo que ainda têm dificuldade em conseguir certas matérias primas tais como as garrafas, caixas de papelão, papel e rótulos.
No que toca à subida e preços (entre os 30% e os 40%) referindo-se ao conjunto do ano de 2022, Francisco Mateus cita “Sim, em termos gerais, o custo que uma empresa de vinho teve de suportar a mais, em relação a 2021, subiu entre 30 e 40%. E já não falo aqui da pressão que as empresas sentem ao ver que os seus funcionários estão a perder poder de compra e a viver menos bem.”, afirma ainda que a grande aposta é na exportação “Sim, é na exportação que vamos conseguir fazer crescer a região”.
Colocada a questão das perspetivas para o ano de 2023, afirma que os produtores estão otimistas, mas que no entanto é necessário ser realista, sendo que a perspetiva é que o ano de 2023 não se torne num ano substancialmente diferente de 2022. “A diferença, esperamos nós, é que em 2023 não vamos ter este crescimento de custos de produção porque eles já aconteceram.”.

 

Leia a notícia completa em Hipersuper

Populares