19.3 C
Vila Viçosa
Sexta-feira, Abril 12, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Hospital de Évora assegura” o SNS garantirá o atendimento na urgência pediátrica sem necessidade de deslocação dos utentes”

Tal como a Rádio Campanário noticiou hoje, o Sindicato dos Médicos da Zona Sul refere, em nota, que “o Serviço de Urgência de Pediatria (SUP) do Hospital Espírito Santo de Évora (HESE) atravessa uma grave carência de médicos pediatras, o que põe em risco o seu funcionamento, já a partir do próximo dia 1 de setembro”.

Já ao início desta noite, foi enviado à nossa redação, pelo Gabinete de comunicação do Hospital do Espírito Santo, em Évora, um esclarecimento sobre esta matéria.

O HESE adianta que “até ao final do mês de agosto e início de setembro, e apesar de quatro baixas de médicas pediatras , foi possível garantir o funcionamento da Urgência Pediátrica do HESE. Todavia, com a rescisão de contrato por parte de três Profissionais, durante o mês de agosto, com efeitos a 1 de setembro, tornou-se muito difícil a captação de Pediatras para substituir aqueles Profissionais. “

Esclarece ainda que “a equipa da Urgência Pediátrica é constituída, habitualmente, por 10 Pediatras do HESE. Todavia,como atrás se mencionou, a partir do dia 1 de setembro, 3 Pediatras rescindiram contrato, uma Pediatra reduziu o horário para 50 % e há 4 Pediatras com baixa médica. A Urgência Pediátrica do HESE EPE funciona com dois pediatras e um clínico geral, desde o início da pandemia, para garantir também um ADC COVID.”

Prossegue dizendo “face a esta situação repentina, o HESE aplicou todos os esforços no sentido de contratar Pediatras para substituir aqueles profissionais, no entanto, sem sucesso, até ao momento. Contrariamente ao que foi divulgado durante o dia, o Serviço Nacional de Saúde garantirá o atendimento sem necessidade de deslocação dos utentes e seus familiares para os hospitais da região de Lisboa, a não ser nos casos em que atualmente já acontece. “

A informação termina dizendo “o Conselho de Administração, como sempre tem feito e continuará a fazer, desenvolverá as diligências no sentido de encontrar especialistas de pediatria que queiram, em contrato individual de trabalho, mobilidade ou prestação de serviços, prestar serviço de Urgência no HESE, até ao regresso dos Pediatras que se encontram de baixa.”

O Conselho de Administração do Hospital do Espírito Santo “agradece a valiosa prestação e disponibilidade dos Pediatras do quadro hospitalar que até hoje têm conseguido assegurar o Serviço de Urgência, certo de que continuará, em conjugação de esforços com os pediatras, sempre a procurar soluções para garantir o atendimento dos Utentes do Hospital e o respeito pelos direitos dos Profissionais. “

Conclui dizendo “a este propósito, cumpre sublinhar, que o Despacho n.º 7654-D/2020, considerou a especialidade de Pediatria no Hospital do Espírito Santo de Évora, E.P.E., como carenciada e atribuiu 9 postos de trabalho como número máximo de postos de trabalho com direito a incentivo de natureza pecuniária, procurando assim constituir mais um instrumento destinado à criação de soluções para o reforço de profissionais desta especialidade no HESE.”

 

 

 

 

 

 

 

 

Populares