15.9 C
Vila Viçosa
Domingo, Junho 16, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Hospital de Évora condenado a pagar indemnização

O Hospital de Évora foi condenado a pagar uma indemnização, superior a 44 mil euros, a um médico que esteve quatro anos afastado ilegalmente do serviço de emergência médica.

Durante esse período, a viatura médica da unidade esteve várias vezes inoperacional por falta de recursos humanos.

Em dezembro de 2013, a VMER esteve inoperacional em pelo menos três casos de emergência, um acidente que envolveu dois automóveis e um cavalo, provocando quatro mortos e quatro feridos graves. 

Em abril de 2014, voltou a não participar no socorro a dois homens que sofreram um acidente, perto de Reguengos de Monsaraz, e que acabaram por morrer.

O mesmo aconteceu quando, em setembro de 2014, por falta de recursos humanos, não socorreu um homem de 64 anos em paragem cardiorrespiratória, que acabou por morrer. 
Depois deste caso, a Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo abriu um inquérito para averiguar os motivos da inoperacionalidade da VMER, tendo concluído pela inexistência de qualquer “atuação digna da censura” ou de “ilícito de natureza disciplinar”.

Populares