24.8 C
Vila Viçosa
Domingo, Junho 23, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Hotel de luxo em Borba: “Um investimento de 43M€; Convento das Servas com marca Tivoli” diz Diretor Executivo da Investaureum(c/som)

O Grupo Minor Hotels está a postar fortemente na região Alentejo.

Tal como a Rádio Campanário noticiou, no âmbito de uma visita do Conselho Diretivo do Turismo de Portugal a Vila Viçosa para assistir à apresentação do Projeto do Hotel de luxo que vai ser construído em Vila Viçosa, na antiga Fábrica da Sofal, os promotores do investimento falaram também sobre outros dois projetos que estão a desenvolver na Região Alentejo, nomeadamente Borba e Mourão.

No caso de Borba, o Grupo pretende instalar um hotel de Luxo no convento das servas, adiantando Gonçalo Carrington, Diretor executivo da Investaure, que a marca escolhida foi a Tivoli Hotels & Resort.

No total entre Vila Viçosa e Borba o investimento total ronda os 74 milhões de euros .

O diretor Executivo adiantou-nos ainda o ponto de situação referente a este hotel de luxo a implementar na cidade de Borba dando conta que “este projeto só o podemos iniciar por acordo com operadores a seguir a iniciar o projeto de Vila Viçosa e tem que haver um delay mínimo de seis a oito meses .”

Questionado pela Rádio campanário sobre o ponto de situação do projeto de Borba “estamos a desenvolver o projeto e a adaptá-lo à economia verde para depois aprsentarmos a candidatura a fundos comunitários.

No que diz respeito ao projeto que também está a ser desenvolvido pelo Grupo para Mourão, na zona do Alqueva, refere “esse é um projeto que já foi iniciado no passado mas que infelizmente parou” explicando “nós comprámos a herdade com o que já lá está e agora estamos a desenvolver o projeto para recuperar tudo o que lá existe.”

No que diz respeito a Mourão, a expetativa é que “esse projeto reinicie no segundo semestre de 2024 sendo que a parte das infraestruturas arrancará já no início de 2024.” Questionado pela Rádio Campanário qual o montante de investimento para este projeto de Mourão, o Diretor executivo refere “estamos a falar de um grande investimento” não adiantando contudo os números envolvidos.

Populares