11.5 C
Vila Viçosa
Segunda-feira, Abril 22, 2024

Ouvir Rádio

Data:

Partilhar

Recomendamos

Jardim Sensorial…Évora tem agora um espaço verde de lazer, aprendizagem e terapêutico!

A Escola Básica do Rossio de S. Brás dispõe a partir de hoje (31 de março) de um Jardim Sensorial – espaço verde de lazer, de aprendizagem e terapêutico, estimulador dos diversos sentidos e profundamente relaxante para os alunos.

Como explicou a sua responsável Ana Paula Antunes (Professora de Educação Especial na EB1 do Rossio de São Brás, escola pertencente ao Agrupamento de Escolas Gabriel Pereira), a ideia surgiu da “necessidade de criar um espaço de recreio adaptado a todas as crianças porque só um espaço que serve a todos é um espaço verdadeiramente inclusivo”.

Em conjunto com os alunos foi feita uma pesquisa e com a participação da coordenadora da escola, professora Rosalina Rocha, apresentado o projeto à Câmara Municipal de Évora, que prestou todo o apoio através da sua responsável e técnicos. Receberam também o apoio de todos os alunos e pais, professores (titulares e coadjuvantes de Artes), assim como das empresas Agriloja, Tintas CIN e Évora Jardins.

O espaço tornou-se agora realidade, fruto do envolvimento e entusiasmo de toda a comunidade, e permite a todos os alunos desenvolver os sentidos e outras capacidades, promovendo igualmente a inclusão e o bem-estar, num local feito com muita dedicação e carinho, constituído por plantas que estimulam os sentidos; canteiros elevados; ninhos e comedouros para atrair pássaros; cortinas coloridas e espanta-espíritos; pisos sensoriais, entre outras atrações.

Um projeto que se insere também no âmbito do Ano Europeu das Cidades mais Verdes 2022 e que interliga iniciativas existentes na escola como o “Projeto Eco Escolas” e a “Horta Biológica”, além de estar em sintonia com a Estratégia Nacional para a Inclusão das Pessoas com Deficiência 2021 -2025.

Refira-se que são objetivos específicos de um jardim sensorial, segundo este projeto: promover a inclusão social das crianças com deficiência; promover a reabilitação motora, cognitiva e sensorial; desenvolver a proprioceção; estimular e desenvolver todos os órgãos dos sentidos e explorar/distinguir diferentes cheiros, sons, cores e sensações táteis. Permite também tranquilizar os alunos em momentos de maior stress ou perante comportamentos disruptivos; promover o bem-estar; conectar-se com a natureza e usufruir de tempo de lazer de qualidade e terapêutico.

O Vice-Presidente da Câmara Municipal de Évora, Alexandre Varela, foi conhecer este projeto que muito valorizou, numa sessão apresentada pela coordenadora da escola em os alunos deram as boas-vindas através de uma canção, e a responsável, junto com dois alunos, apresentou em traços gerais o projeto. Seguiu-se a visita ao Jardim Sensorial onde as crianças desfrutaram do novo espaço, tendo o evento finalizado com o hastear da Bandeira das Eco Escolas à entrada do edifício escolar.

Populares